18/01/2024 às 08h30min - Atualizada em 18/01/2024 às 08h30min

Sequestro de Marcelinho Carioca: Polícia pede prisão de 10 pessoas

Ex-atleta e amiga foram sequestrados em dezembro do ano passado

Da Redação
Pleno News

Portal Obidense  Publicidade 790x90

Marcelinho Carioca em entrevista após ser resgatado Foto: EFE/Sebastiao Moreira

SÃO PAULO - A Polícia Civil finalizou a investigação do sequestro do ex-jogador Marcelinho Carioca e pediu a prisão preventiva de dez pessoas envolvidas no ocorrido. Quatro dos alvos da polícia já foram detidos, enquanto outros seis são considerados foragidos. A investigação foi conduzida pela Divisão Antissequestro (DAS) da Polícia Civil de São Paulo.

Para chegar até os envolvidos, a polícia fez o cruzamento do relato de testemunhas com provas materiais, como impressões digitais colhidas no carro de Marcelinho e no cativeiro onde ele e a amiga Taís Alcântara de Oliveira foram mantidos reféns.

Agora indiciados, os envolvidos no sequestro devem responder pelos crimes de roubo, receptação, associação criminosa e extorsão mediante sequestro. Somadas, as penas podem chegar a mais de 30 anos de prisão para cada um. O caso agora passará para análise do Ministério Público e da Justiça.

OS INDICIADOS
Entre os envolvidos no sequestro que foram presos em flagrante, e que seguem na cadeia, estão Jones Santos Ferreira, de 37 anos, e Wadson Fernandes, de 29, acusados de receber o dinheiro do sequestro, além de Thauannata Lopes dos Santos, de 18, namorada de um dos envolvidos e que teria sido a “carcereira” dos reféns.

Já Eliane Lopes de Amorim, de 30 anos, que foi detida por suspeita de receber parte do dinheiro de Marcelinho Carioca, saiu da cadeia nesta terça-feira (16) e teve direito à prisão domiciliar, a pedido da defesa, para poder cuidar dos dois filhos de 4 e 8 anos.

Entre os foragidos, por sua vez, está Caio Pereira da Silva, de 23 anos, namorado de Thauannata e acusado de ser o dono do cativeiro. Ele e Camily Novais da Silva, de 20 anos, que também não foi detida, são acusados de pedir dinheiro para amigos e familiares de Marcelinho Carioca.

Os outros quatro procurados pela polícia são: Matheus Eduardo Candido Costa, de 22 anos; Jean Fernando Freitas Barbosa e Michael dos Santos Rocha, de 20; e Guilherme Silva dos Santos, de 19 anos.

SOBRE O SEQUESTRO
Marcelinho relatou à polícia que foi ao show do cantor Thiaguinho, na Neo Química Arena, em São Paulo, no dia 16 de dezembro do ano passado. Ao sair do evento, ele passou na casa de Taís para deixar ingressos para um outro show do artista que seria realizado no dia seguinte.

No entanto, os dois teriam percebido a aproximação de três criminosos e tentarem se esconder abaixados no carro do jogador, mas foram forçados a abrir a porta do veículo. Marcelinho disse que levou uma coronhada no olho esquerdo e que os bandidos chegaram a dar voltas com o carro por um baile funk antes de levar ele e Taís para um cativeiro em Itaquaquecetuba.

Antes de ser resgatado, Marcelinho disse que ele e a amiga foram obrigados pelos criminosos a gravar um vídeo dizendo que tinham um caso e que haviam sido sequestrados por vingança. A polícia, porém, disse que a ideia dos bandidos era criar uma pista falsa com a gravação.

Ainda de acordo com as investigações, os criminosos teriam usado o celular do ex-jogador para pedir dinheiro a familiares e conseguiram receber ao menos uma transferência de R$ 30 mil. Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Militar encontrou o cativeiro onde Marcelinho e Taís estavam e resgatou ambos no dia 18 de dezembro.

 

Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp