Biografia “O Mata Onça”:

Manoel Barbosa de Oliveira, popularmente conhecido como “Mata Onça”, apelido dado pelo Sr. Isaac Hamoy. Nasceu no dia 31/03/1931 no lugar Vala-me-Deus na comunidade do Mondongo. Era filho do Sr. Francisco Marciano de Oliveira e da Sra. Maria Etelvina Barbosa de Oliveira. Era casado com a Sra. Zenaide Lima de Oliveira hoje, viúvo. Lembra que devido a morte de sua mãe, foi amamentado pela Sra. Lidia.

Saindo ainda pequeno de sua comunidade para morar na cidade de Oriximiná, posteriormente, mudaram-se para a cidade de Óbidos. Ficou órfã ainda criança. Primeiro perdeu a mãe, e depois, o pai. Quando adulto, trabalhou na área da Mineração Rio do Norte. Primeiro como funcionário da Gutierrez, depois, da Conorte e finalmente, Mineração Rio do Norte onde permaneceu por quatro anos e oito meses.

Sr. Manoel é conhecido com um contador de estórias. Lembra com saudade os tempos de sua juventude, as aventuras vividas e os amigos, entre eles, o Dr. Felinto Marinho (Dr. Fé), “Dr. Fé era um homem que me tratava bem”, “Quando eu conheci Óbidos, a cidade terminava na Travessa Lauro Sodré”.

Entre as estórias contadas, diz que “Existe gente que não acredita em Cobra Grande, mas conheci um rapaz que foi devorado por uma. Um dia ele se encontrava na boca do rio Caipuru, guarnecendo uma grande quantidade de toras de madeira. Quando o animal chegou, além de devorar o cidadão, ainda levou para o fundo mais de duzentas toras de madeira, que só vieram à tona mais de um mês depois”. “Eu vi uma cobra grande de perto, ela só não me comeu porque na hora passou dois navios e atiraram nela”. “Vi uma no logo do açaí que só a cabeça media mais de duas braças”.

Leia Tambem - Adeus Sr. Beija - Morre Mata Onça

“Quando estive doente no hospital, vi a morte de perto. Era uma mulher alta, cabeluda e trazia nas mãos uma marreta e uma machadinha, só não me levou porque fui defendido por uma mulher loura que trazia nos braços uma criança, ela foi empurrando a morte e aos poucos afastando de mim”.
“Ainda quando trabalhava na GR, área da Mineração Rio do Norte, foi feito uma competição chamada Teatro Gozado, só eu representando a GR, resolvia a parada”.

“Na inauguração do estádio da Mineração, vieram os melhores jogadores do mundo. Eu jogando pelo time da Mineração, fiz dois gols e o meu time foi campeão, com isso ganhei a medalha de ouro”.

Segundo o Sr. Manoel quando trabalhava com o Sr. Isaac Hamoy, onde permaneceu por muitos anos, todos tinham um apelido, e nesse dia por acidente, quebrou a testa do Sr. Juraci Matos. A partir daí o Sr. Isaac Hamoy passou a chamá-lo de Mata Onça.

Passou os últimos dias de sua vida na Travessa Liberdade, bairro de Fátima, na residência de sua filha, cercado pelo carinho de seus familiares.
(Julho, 2013. Entrevista feita pelo professor Carlos Vieira).

Link
Tags »
Comentários »

Findando o período letivo qual a matéria mais difícil de passar?

6.7%
10.4%
44.0%
9.7%
16.4%
4.5%
8.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...