Conheça Óbidos Fascinante

Um pouco sobre Óbidos, para você jamais esquecer.

Falar de Óbidos é descrever um cenário perfeito para a realização de um filme, onde há ingredientes de aventura, história e natureza mais do que perfeita.

ÓBIDOS - Se você puder chegar à cidade de avião de pequeno porte, vindo de Santarém, peça ao piloto que faça um rasante, começando pela extensão do Rio Amazonas, até avistar lá no alto, uma cidade encantadora, cheia de serras e, contraditoriamente, um fascinante cemitério voltado para o majestoso rio. Uma visão deslumbrante você terá, e a certeza de que a aventura estará apenas começando. Vindo de barco, você logo verá o Forte Pauxis, símbolo da fundação do município, que se deu por volta de 1697. No ponto onde existia uma tribo de índios Pauxis, foi construído o forte, assim denominado. E, em 1758 foram reunidas à fortaleza, duas aldeias dos capuchos da Piedade, criando-se uma vila que mais tarde recebeu o nome de Óbidos. Você também terá como "pano de fundo" a serra da Escama, onde está localizada em seu topo, a Fortaleza Gurjão,  que foi construída para guarnecer e defender a região dos invasores. O porto de Óbidos também serve de parada para as embarcações que sobem o rio em direção à Manaus, e diversas cidades vizinhas, pois é um dos poucos municípios que possui a sua sede às margens do Rio Amazonas. Tal fato, trouxe à cidade uma composição étnica e cultural bastante miscigenada, porém com uma forte tendência portuguesa e indígena.

Adentrando pela cidade, opções não lhe faltarão. Você pode escolher em voltar na história e se deliciar com o belo casario bem ao estilo português, com suas ruas estreitas e ladeirosas. Aliás, Óbidos fornece os cenários ideais para a realização de filmes de época, mas ainda não foi descoberta, neste aspecto, pelos cineastas. Deixamos aqui a dica para os interessados. Você também pode conhecer o quartel, que é o símbolo do município, onde serviu o então tenente Leônidas Cardoso, pai do presidente Fernando Henrique, após o movimento do "Tenentismo". Ou, se encantar com as belezas naturais, como o igarapé de Curuçambá, com suas águas verdes e transparentes e areias limpas, lagos como do Mamaurú, Santana, Arapuca, Sucuriju, e suas opções para a pesca esportiva e as várias cachoeiras que a região também possui, como Pancada e Jaramacaru, com cerca de 50 metros de altura. Óbidos é uma típica cidade do interior, com suas praças, igrejas, pequenos hotéis e restaurantes e, especialmente, um povo muito alegre e hospitaleiro. Uma excelente opção é fazer um tour pela cidade num final de tarde ensolarado, onde a brisa fresca baterá no seu rosto, dando uma agradável sensação de contato com a natureza. Andando pelas suas ladeiras, você logo chegará a praça, rodeada pela Igreja de Sant'ana e a Biblioteca Pública Municipal, destacados como monumentos históricos. Não esqueça de levar sua máquina fotográfica ao Forte Pauxis: talvez lá de cima você tenha a sorte de ver um boto passeando pelas águas do Amazonas, em volta de pequenas embarcações de pesca, um visual que ganha um componente a mais, quando o belo pôr do sol dá sinais de que a noite está apenas começando. Só quem já teve a oportunidade de presenciar tamanha beleza consegue chegar perto de uma descrição da inesquecível cena poética. Chegando a noite, a cidade não pára. Logo surgirão oportunidades para "varar" a madrugada da maneira mais divertida possível. Bares, forrós, lanchonetes, tudo muito agradável, com jeitinho de cidade grande, mas sem perder os ares interioranos. Sem contar que você estará às margens do Rio Amazonas. Todavia, é bom não se exceder, pois o dia já irá raiar (outra sensação gostosa de natureza, num friozinho de serra com cheiro de mato molhado da floresta), e você ainda terá muito a desvendar das belezas misteriosas e encantadoras de Óbidos. As maravilhas estão não só na cidade, como nas redondezas. Por "detrás" da cidade, está localizada a serra da Escama, com sua floresta intocável, convidativa a uma aventura das mais emocionantes. O prefeito José Mário de Souza, juntamente com sua secretaria de turismo e investidores, pretendem implantar brevemente uma trilha turística na Serra, com teleféricos e alternativas de passeio. A maioria de seus eventos e festivais ocorrem nos meses de julho a novembro, a alta temporada, que é um período menos chuvoso e, coincide com a baixa dos rios. É neste período, que surgem as paradisíacas praias alvíssimas como as do rio Curumu, que também nos presenteia com garças e outras aves, e muitos peixes, como o pirarucu, tucunaré, surubim, curimatá e o tambaqui. Assim, você só precisará se preocupar em levar as bebidas, pois é só assar um desses deliciosos peixes na brasa, e se esbaldar.

O museu contextual

Óbidos foi um dos primeiros municípios a ter um museu contextual, criado pela Secretaria de Cultura do Estado. Os prédios históricos da cidade exibem painéis onde é descrito o por quê da importância de cada um, as fotos do passado e o registro de outros fatos relevantes ligados à construção e seus proprietários ou moradores.

Um comércio bem tradicional

O município tem na pesca a sua principal atividade econômica. O comércio importa quase todos os bens de consumo, embora alguns produtos sejam fabricados de modo artesanal lembrando as antigas mercearias

O Círio de Sant'Ana

Herança dos colonizadores portugueses, a grande maioria da população de Óbidos é católica, a sua padroeira é Sant'Ana, e o seu Círio é realizado no segundo domingo do mês de julho, onde atrai romeiros de cidades vizinhas. O Círio de Sant'Ana, como é conhecido, segue todo um cerimonial: pela manhã, um barco ornamentado de flores conduz a imagem para o lado oposto do Rio Amazonas, onde outros barcos estão reunidos. À tarde, forma-se a procissão fluvial que retorna à cidade onde a santa é recebida festivamente pela população. O lado "profano" da festa religiosa, segue com os arraiais e novenários, entre outros eventos até a última semana de julho.

A "fivela" do Amazonas

É em frente à cidade de Óbidos que o Rio Amazonas apresenta o ponto mais estreito entre suas margens (apenas 1,8 km) e mais profundo (cerca de 75 m). Daí seus habitantes terem o apelido de "fivelas".

Localização

O município pertence à Mesorregião do Baixo Amazonas e à Microrregião de Óbidos. Localiza-se no oeste do Pará, na região da Calha Norte, margem esquerda do rio Amazonas. Limita-se com Suriname e, os municípios de Almeirim, Alenquer, Santarém, Juruti e Oriximiná.

População estimada: 50.326 habitantes

Área: 28.705 km 2

Distância da Capital: 1.100 km (fluvial)

“Pauxis” se chamavam os índios que habitavam a margem esquerda da “garganta”do Amazonas, na região em que a largura do rio é de apenas 1892 metros e a profundidade de 75. Situado a cerca de 8 milhas abaixo da embocadura do rio Trombetas, o local foi observado por Orleana, que o considerou ideal para a construção de uma fortaleza. Assinalado no roteiro da expedição de Pedro Teixeira, em 1637, foi posteriormente visitado por diversos navegadores, todos acordes quanto à necessidade da construção de um forte que assegurasse o domínio de Portugal.

Adventícios de diversas nacionalidades passaram calmamente a subir e descer o rio, fazendo contrabando das chamadas “drogas do sertão” e preando índios. Este fato determinou providências do governador Coelho de Carvalho, que ordenou a Manuel da Mota Siqueira, em 1697, que erigisse uma fortificação na margem esquerda da angustura. À casa de taipa precariamente equipada, foi dado o nome de “Forte dos Pauxis”. Quando Mendonça Furtado, irmão do Marquês de Pombal e governador da Amazônia, aldeia junto a fortaleza, unindo-lhe, para torná-la mais populosa, das aldeias dos padres da Piedade. Em virtude da semelhança topográfica com a cidade portuguesa de Óbidos, deu-lhe igual topônimo. Ao fim de cerca de um século, a vila obteve as honras de cidade.

Entre outros obidenses ilustres, destacaram-se José Veríssimo e Inglês de Souza, fundadores das cadeiras números 18 e 28 da Academia Brasileira de Letras, e Francisco Machado, barão de Solimões.

Texto-Danielle Cabral, Acervo biblioteca municipal.

Link
Tags »
cidade portuguesa óbidos pará obidense
Comentários »

No Qual Bloco Vc vai Sair no Carnapauxis?

6.8%
4.5%
26.6%
13.8%
10.8%
20.6%
16.8%
Moeda Valor
Dólar 3.3015
Euro 3.6914
Peso Argentino 0.2025
Bitcoin 9389.68766