31/12/2020 às 13h53min - Atualizada em 31/12/2020 às 13h53min

Professor relata seu sentimento ao ver cemitério tomado por lixo e mato: “Um espaço completamente hostil” | Portal Obidense

Até onde vai o amor por Óbidos? Que sentimento é esse? E o respeito pela vida e pelos mortos?

Por: Walmir Ferreira
Fotos: Professor CArlos Vieira
ÓBIDOS – Não é apenas agora que o Portal Obidense vem mostrando situações em Óbidos que de simples viram um problema social. Especificamente falando do único cemitério da cidade o São João Batista.

Leia Também - Comunidade reclama - falta de limpeza cemitério

Há anos mostramos a falta de comprometimento, com o local que é público, sujeira por todo lado além do matagal. Na secretária municipal existe funcionários locados e responsáveis para cuidar do local e manter limpo, algo que não se concretizou em todas as vezes que se esteve ali.

Leia também - Moradores volta a reenvidicar limpeza no cemitério

Muitas pessoas culpam a população, que deveriam limpar a sepultura de seus entes queridos, mas a sujeira vai muito além disso, não se pode jogar a responsabilidade para o cidadão, que há tempo vem fazendo ruas, becos, jogando seu próprio lixo, são serviço básico que não se tem.

Leia também - Cemitério em Óbidos abandonado

Em Óbidos muito se vive de ilusão, porque as ações concretas são paliativas e em muitas delas o cidadão precisa arregaçar as mangas, uma responsabilidade assumida que não é normal e sim obrigatório para quem quer o mínimo direito de ir e vir.

CLICK AQUI - Veja um ao vivo

Abaixo segue um relato de desabafo e valores históricos de um professor que foi velar dois amigos que morreram no município e viu o lugar um lixo. Não preciso lembra que 2020, foi tipicamente um ano de morte e doença, a dor de muitos estão naquele lugar que em Óbidos foi considerado hostil e sujo pelo educador.



Disse o professor:
“Acabo de chegar do cemitério São João Batista, onde fui prestar minhas últimas homenagens a duas pessoas queridas, que precocemente nos deixaram: minha prima Célia e minha amiga e colega de profissão, professora Edilza.

Como se não bastasse a tristeza, tivemos que enfrentar um espaço completamente hostil. Além do mato e o risco de cobras e outros animais peçonhentos, grande quantidade de lixo, ainda do Dia de Finados e restos de construções, impedem o deslocamento com segurança daquelas pessoas que diariamente visitam aquele lugar.

Na minha opinião, deveria haver um cuidado especial com a limpeza da cidade, com prioridades as praças, que é um lugar de lazer e entretenimentos, e o cemitério, por ser um espaço sagrado onde são depositados os restos mortais de nossos entes queridos.

Se formos observar, o cemitério São João Batista pode ser considerado um de nossos pontos turísticos e deveria ser transformado em patrimônio público, pois além de guardar os restos mortais de homens ilustres que escreveram parte de nossa história, como o Barão de Solimões (Senador e último Presidente da Província do Amazonas); Antônio Rodrigues de Souza( foi o Presidente da última Câmara do Período Imperial, que levou Óbidos a aderir ao Regime Republicano; as vítimas do naufrágio do N/M Sobral Santos e de tantos homens e mulheres que escreveram parte da história de nosso município, guardam verdadeiras relíquias de esculturas vindas possivelmente de Portugal e da Itália.
Ficaria como sugestão aos futuros gestores, manter uma equipe de limpeza constante, propiciando assim visitas em um ambiente embora de recordações, porém, um pouco aconchegante; restaurar e ampliar a iluminação pública; instalações de câmeras e seguranças para proteger os túmulos contra a ação de vândalos e de pessoas que por lá transitam, em busca de ornamentos de metais que são vendidos no mercado clandestino”.
 
Prof . Carlos Augusto Vieira


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp