19/04/2016 às 20h29min - Atualizada em 19/04/2016 às 20h29min

Cleonice Barros desmente boatos “O museu de Óbidos nunca fechou as portas”

Em entrevista ao Portal Obidense, a presidente da ACOB fala das dificuldades para manter em atividade o único museu da cidade.

Por: Érique Figueirêdo
Foto: Wendel Menezes

ÓBIDOS – A polêmica envolvendo o possível fechamento do Museu Integrado de Óbidos, gerou várias discussões nas rede sociais nas últimas semanas. O museu que abriga boa parte do acervo histórico do município de Óbidos, é considerado um dos pontos de visitação mais importantes da cidade que é conhecida como a “mais portuguesa” da Amazônia.

Em entrevista ao Portal Obidense, a presidente da Associação Cultural Obidense (ACOB), Cleonice Barros, desmentiu as informações divulgadas nas redes sociais, e garantiu que o museu continua abrindo as portas para visitação. Entre problemas financeiros e de pessoal, Cleonice afirma que o museu só existe por conta do trabalho voluntário de algumas pessoas que mantem o espaço funcionando.

Portal Obidense: Afinal, o museu fechou mesmo as portas para visitação?

Cleonice Barros: Essa notícia que foi veiculada, ela não é verdadeira. A pessoa que divulgou essa informação ela nunca procurou a diretoria do museu, ela nunca veio conosco saber realmente se era verídica essa informação. Quem levantou essa questão, deve ter ouvido alguém dizer, e em seguida foi divulgando isso, sem o respaldo da diretoria do museu. Tanto é mentira essa informação que eu estou aqui no museu te concedendo essa entrevista.

Portal Obidense: Então como está funcionando os horários de visitação?

Cleonice Barros: O museu não está abrindo regularmente, como abria quando tinha funcionários de manhã e à tarde. No momento nós estamos abrindo mais a tarde, mas pela manhã te

m a professora Yolanda que está aqui fazendo um trabalho voluntário, mesmo sem condições de atender a todos que nos procuram, mas mesmo assim ela atende alguns alunos e outras pessoas que vem aqui visitar o espaço ou fazer pesquisas. Agora o museu abre mais no período da tarde, ou quando os professores agendam visitas, para fazer excursões com os estudantes.

Portal Obidense: A senhora afirma que o museu hoje não conta com nenhum servidor, o que aconteceu com os funcionários públicos que prestavam serviço aqui?

Cleonice Barros: Pra ser sincera, oficialmente nós não sabemos. Nós nunca tivemos uma resposta oficial da Prefeitura de Óbidos sobre o porquê da retirada dos servidores que prestavam serviço aqui. Nós tínhamos três servidores, e eles pediram [Prefeitura de Óbidos] através de ofício que fossem devolvidos dois funcionários que estavam cedidos para o museu, eu aproveitei a oportunidade e devolvi logo os três. Como havia uma funcionária que só podia vir aqui uma vez na semana, não servia para nós ficar com ela aqui, e por esse motivo nós também encaminhamos ela para lá.

Portal Obidense: Hoje a ACOB está adimplente para captar recursos para manter o espaço?

Cleonice Barros:  Não!  Quando nós assumimos a ACOB em abril de 2015, nós não encontramos a ACOB regular. Nós encontramos dívidas no comércio, nós encontramos dívidas junto à Receita Federal, e até agora não conseguimos sanar todas essas situações. O que a entidade arrecada dos sócios é insuficiente. A maioria dos sócios que nós temos, eles pagam dez reais por mês, apenas um sócio paga sessenta reais, e outros quatro sócios pagam vinte e cinco reais. Esse dinheiro é destinado ao pagamento das contas de luz, água, e pagamos agora pessoas pra fazer a limpeza do museu, nas peças e no restante do acervo, para que elas permaneçam sempre limpas.

Portal Obidense: De que forma a direção da ACOB tem trabalhado para regularizar a situação da entidade?

Cleonice Barros: Nós já procuramos algumas pessoas, já fizemos o levantamento junto à Receita Federal, mas nós ainda não podemos pagar essas pendências, infelizmente.

Portal Obidense: Há uma previsão para regularizar os horários de visitação do museu?

Cleonice Barros: Se a autoridade maior do nosso município, o prefeito municipal, a quem nós pedimos encarecidamente que ele olhe com mais carinho pro nosso museu, que ele olhe com outros olhos pra essa instituição, a hora que ele nos ceder funcionários, logicamente o museu abrirá regularmente, como era antes.

Mas desde já nós fazemos um apelo as pessoas que queiram nos ajudar, com doações, ou com uma hora na semana de serviço prestado, para auxiliar na recepção das pessoas, que nos procure, que toda ajuda será muito importante pro museu.

 

Prefeitura de Óbidos

Em nota divulgada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Óbidos, o Governo Municipal afirma que apenas uma servidora foi retirada do museu, por recomendação da Câmara Municipal de Óbidos (CMO), após a CPI da Educação, e a direção da Associação Cultural Obidense ACOB que é responsável pelo museu, devolveu a outra servidora. Ainda, segundo a assessoria, a Prefeitura não pode firmar convênio com a ACOB devido a problemas jurídicos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp