05/08/2017 às 23h08min - Atualizada em 05/08/2017 às 23h08min

Navio da Marinha chegará neste sábado em Óbidos para auxiliar nas buscas dos 9 desaparecidos no acidente entre cargueiro e balsas.

Por: Eury Silva
Foto: Ilustrativa

ÓBIDOS – Uma equipe de 11 mergulhadores do corpo de bombeiros militar do Pará, continuam as buscas aos nove corpos, que estão no fundo do rio Amazonas, os tripulantes da empresa Bertolini, desapareceram após se envolverem num abalroamento, (colisão entre embarcações), na madrugada da quarta-feira (02), na comunidade Costa do Parú, município de Óbidos.

O acidente foi entre o empurrador da empresa Bertolini que estava atrelada a nove barcaças, com navio cargueiro Mercusl Santos, da empresa Mercosul Line uma unidade da Maersk Line.

O Portal Obidense, está acompanhando o caso em detalhes e todas a novidades avanços ou dificuldades está informando ao cidadão do norte que estão compadecido com o a situação.

A operação de resgate entrou no terceiro dia nesta sexta-feira(04), e está sendo auxiliada por cordas e boias, sinalizando o local onde o empurrador naufragou, 5km distante do local da colisão, e um cabo de 300 metros foi atracado em duas embarcações que estão na superfície, para facilitar o mergulho dos mergulhadores para a localização do empurrador, se as descidas não tiverem sucesso, os mergulhadores continuarão as varreduras até a localização exata do empurrador

Navio Patrulha da Marinha

A Marinha do Brasil, enviou nesta sexta-feira, o Navio-Patrulha “Bocaina”, que chegará neste sábado (05), com mergulhadores especializados, e equipamentos para reforçar a operação de resgate mais urgente possível.

O Navio Mercusul Santos, Saiu do Porto de Suape (Pernambuco) carregado de contêineres com destino ao porto de Manaus, e o empurrador com as nove barcaças da empresa Bertolini Ltda, saiu do Porto Velho (RO) com destino ao porto de Santarém no Pará. No momento do acidente, 11 pessoas estavam no empurrador, duas pessoas conseguiram se salva e nove ainda estão desaparecidas, o corpo de Bombeiros trabalha com a possibilidade dos corpos estarem nos compartimentos do empurrador (camarotes).

As causas do acidente estão sendo apuradas pela delegacia Civil de Óbidos, através do delegado Thiago Mendes, Marinha do Brasil, Delegacia Fluvial do Pará, comandada pelo delegado e diretor do Grupamento Fluvial, Dilermando Dantas. 

A empresa envolvidas no acidente, Mercusul Line, já se pronunciou duas vez através de nota à imprensa. Já a empresa Bertolini Ltda, até o fechamento desta matéria não imitiu nota e não falou sobre o caso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.4%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
34.2%
1.2%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp