03/04/2021 às 09h49min - Atualizada em 03/04/2021 às 09h49min

A tradição do judas “o traidor” na visão e memória do professor e historiador Carlos Vieira | Portal Obidense

Judas foi o discípulo que por um punhado de moedas, traiu o filho de Deus.

Por: Prof. Carlos Vieira
Foto: Rafael Chocolate
ÓBIDOS - Segundo as Sagradas Escrituras e a tradição Cristã, Judas foi o discípulo que por um punhado de moedas, traiu o filho de Deus.

Desde o século XXXIII d.C., até os dias atuais, o nome Judas passou a ser símbolo de traição, e de maldades. Em Óbidos como em muitos Municípios do Brasil, no amanhecer do Sábado de Aleluia, é colocado um boneco, geralmente com a cabeça feita de cuia verde, e o corpo feito com uma armação de madeira, vestida com roupa masculina, forrada com papel, capim ou retalhos de pano.

Traz em sua cabeça um chapéu de palha, e no bolso ou no peito, um pasquim ou uma placa de papelão em forma de versos ou prosa, criticando cidadãos comuns ou homens públicos. Após passar algumas horas exposto, chega o tão esperado momento, "A farra do Judas".

Geralmente grupos formados por crianças, o arrastam ou o arrastavam (já que essa tradição há muito vem sendo esquecida) pelas ruas enladeiradas da cidade, destruindo-o como forma de punição pela traição feita a Jesus Cristo.

Lembro que em minha juventude, tínhamos um grupo que se reunia atrás da ARP nos dias de quarta e quinta-feira, para construirmos o Judas, que após pronto, ficava escondido na barreira, esperando a madrugada de sábado para serem colocados nas portas de residências a priori escolhidas.

Bons tempos, hoje a nova geração vê o Judas, mas não sabe o significado.    


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp