24/03/2016 às 19h00min - Atualizada em 24/03/2016 às 19h00min

Obidenses descontentes com a mudança de nome de escola de Maurício Hamoy para Gabriel Guerreiro.

Óbidos mitologicamente conhecida como “cidade do contrário”, teve neste dia 21 de março um capitulo trágico e nefasto provocado pelo poder legislativo do estado

Da Redação
Foto: Arquivo Portal

ÓBIDOS - A lei 8.347 de 21 de março de 2016, aprovada, sancionada e publicada nesta data no diário oficial do estado do Pará, frustra a comunidade obidense, artistas, políticos locais e principalmente a classe da educação, pois esta lei versa a titularidade do nome da Escola Estadual de Ensino Médio Deputado Gabriel Guerreiro.

Esta escola ainda em processo de construção na rua Belém, S/N, bairro Cidade Nova, tinha nome defendido pelos conselhos escolares e aclamado o nome do saudoso professor Mauricio Hamoy, filho de Óbidos, militante como professor, diretor da Escola Estadual São José e diretor da 7º URE.

O nome da escola indicado como homenagem ao Professor Mauricio Hamoy foi uma propositura dos vereadores José Barbosa da Silva e Maria do Carmo Canto Gomes na câmara legislativa de Óbidos, com a provação e anuência de toda a sociedade civil escolar organizada e representada pelo Conselho de Educação do Município de Óbidos.

O que está causando a celeuma é a falta de comunicação ou respeito por parte do parlamento Estadual Deputado Junior Hage (foto) (autor da lei), não ter a informação que temos de pessoas ilustres a serem homenageados neste município.

É justo o reconhecimento dos trabalhos desenvolvidos pelo memorável Deputado Gabriel Guerreiro, mas que seja feita em Oriximiná onde militou politicamente ou em Prainha e Almeirim, onde milita o deputado propositor desta lei que afronta a inteligência e o estado democrático de direito que cada cidadão exerce neste Estado.

A indignação é notória nas redes sociais, meios de comunicação que esse ato antidemocrático do deputado Junior Hage que de direito foi eleito para representar as demandas do estado mas de fato não representa o povo obidense.

A massificação de revolta e indignação enveredam pelo caminho da mobilização social para mudança de um ato equivocado no parlamento deste estado, que atendeu as conveniências políticas em detrimento a honra e reconhecimento deste município, que tem acento cativo dos filhos ilustres (Inglês de Souza e José Veríssimo) na Fundação da Academia Brasileira de Letras.

Acreditamos no bom senso do legislador para retratação e possível proposta de lei para revogar a 8.347 e aprovar o nome festejado pela comunidade obidense Escola Municipal Professor Mauricio Hamoy que muito contribui para a educação deste município e região.

O portal finaliza esta matéria enfatizando a falta de um deputado que defenda nossos interesses no parlamento do Estado, nos condiciona a posição de povo esquecido sem representante, precisamos votar e eleger um deputado desta terra para chamarmos de “NOSSO”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp