31/08/2017 às 22h02min - Atualizada em 31/08/2017 às 22h02min

Evento vai discutir cinema e sustentabilidade em Belém e Marajó

Por: Bruno Nascimento
fotos: Lamparina Filmes

BELÉM - 1ª etapa do Colóquio de cinema na Amazônia será nos dias 31 de agosto e 1º de setembro e vai abordar a produção audiovisual a partir de outras perspectivas Um evento feito para amantes e atuantes da sétima arte. Esse é o objetivo do I Colóquio de Cinema, Cultura e Desenvolvimento Sustentável na Amazônia que pretende reunir cineastas, profissionais da cadeia produtiva do audiovisual e das várias áreas do conhecimento, tanto do âmbito local quanto do nacional. O colóquio será realizado em três etapas. A 1º e a 2ª serão em Belém, respectivamente na Universidade Estadual do Pará (UEPA) e na Universidade Federal do Pará (UFPA). A 3ª e última etapa será em Portel (Marajó). As inscrições para todas as fases do evento serão gratuitas.

A primeira etapa será nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, no Campus V da Universidade do Estado do Pará (UEPA). Na quinta-feira, 31, o evento inicia às 16 horas, no auditório do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia, com uma mesa redonda que irá abordar a temática: “Cinema, Amazônia e o tempo presente”. Ainda na quinta, haverá exibição do curta-metragem “Samba de Cacete – Alvorada Quilombola” e apresentação do grupo de carimbo Arucará, de Portel.

Na sexta, dia 1º, o colóquio retoma as atividades, a partir das 8h30, com um bate papo com os cineastas Artur Dias e André dos Santos, diretores do curta “Samba de Cacete”. Em seguida será feita a mesa redonda: “Cinema e identidade”, com os diretores Luís Arnaldo, Celia Maracajá e pesquisadores convidados. O colóquio é uma realização da Luxamazonia Produções Cinematográficas e do Instituto Marajó de Cultura e Cidadania.

Para Paulo Miranda, um dos idealizadores do colóquio, o ato de registrar histórias ou o fazer cinema é algo que precisa ser discutido com a sociedade. “O momento do cinema nacional, apesar da crise econômica e política pela qual o país atravessa, é de avanço produtivo e isso em muito impulsionado pelas leis de incentivos no âmbito dos Estados e na Federação, assim como, pelos avanços tecnológicos que possibilitam novos meios de produção e canais de exibição. É nesse contexto do cinema nacional que precisamos estabelecer o espaço amazônico não só nas expectações, mas na realização cinematográfica, pois historicamente a Amazônia tem sido figurante na vida econômica e política nacional.

Com este Colóquio, pelo menos no que diz respeito à indústria do cinema, ousamos nos insurgir para fazer valer o nosso deve e direito de ser protagonistas em uma cena que além de inúmeros ganhos artísticos, históricos e etnográficos, também corrobore fortemente para o desenvolvimento sustentável regional”.

Além da UEPA e UFPA, também são instituições parceiras do I Colóquio de Cinema, Cultura e Desenvolvimento Sustentável na Amazônia: a Associação Brasileira do Audiovisual Independente (BRAVI); a Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA), Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (AMAM); a Escola Internacional de Cinema de São Paulo; a Escola Superior Madre Celeste (ESMAC); a Fundação Cultural do Pará – Centur; o Museu do Marajó Giovani Gallo; a Prefeitura de Portel; a Secretaria de Estado de Turismo – SETUR/PA; a Secretaria de Cultura do Estado – SECULT/PA entre outras.

SERVIÇO:

 

I Colóquio de Cinema, Cultura e Desenvolvimento Sustentável na Amazônia

 

Data: 31 de agosto (quinta-feira)

Abertura da 1ª etapa do Colóquio:

16 horas: Mesa de abertura

17h30: Mesa redonda: Cinema, Amazônia e o tempo presente;

18h30: Exibição do Curta-metragem “Samba de Cacete – Alvorada Quilombola”, de Artur Dias

e André dos Santos;

19 horas: Apresentação do Grupo Arucará (carimbo e outros ritmos) de Portel.

 

Data: 1º de setembro (sexta-feira)

8h30 – Roda de conversa com os diretores do filme “Samba de Cacete – Alvorada Quilombola”;

9h30 – Mesa redonda: Cinema e identidade, com os diretores Luís Arnaldo, Celia Maracajá e

convidados;

11h30 – Encerramento.

Local: Universidade do Estado do Pará – UEPA (Auditório do Centro de Ciências

Naturais e Tecnologia – CCNT)

Endereço: Tv. Enéas Pinheiro, nº 2626, bairro do Marco – Belém/Pará


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.4%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
34.2%
1.2%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp