14/08/2017 às 08h45min - Atualizada em 14/08/2017 às 08h45min

Turistas estrangeiros elegem comida paraense como a melhor do Brasil

Por: Walmir Ferreira
Foto: Wikimedia

PARÁ - Em pesquisa divulgada pelo Ministério do Turismo, a gastronomia do Pará foi escolhida como a preferida entre turistas estrangeiros que visitaram o Brasil durante 2016. O estudo também revelou o amor dos turistas de fora do país pelos quitutes nacionais, já que a gastronomia brasileira foi avaliada como “boa” e “muito boa” por 95,4% dos participantes internacionais que visitaram o país ano passado. Dentre as muitas regiões avaliadas, a vencedora foi a cidade de Belém, com um índice de aprovação de 99,2% por turistas provenientes da França, Suriname, Estados Unidos, Holanda, Argentina e Alemanha

Quando se pensa em comida brasileira, as primeiras coisas que vêm à mente geralmente são a feijoada e o churrasco. Nosso país é conhecido pela boa carne e pelo clássico corte bovino nacional, a picanha, muito popular em todos os churrascos de família e churrascarias do país – rivalizando bastante com o BBQ americano, cujo modo de preparo é diferente.

No entanto, o Brasil é tão grande que esses dois pratos não são suficientes para expressar a variedade gastronômica das diferentes regiões do país. Pode-se dizer que cada área tem seus próprios pratos e especiarias, mas uma das cozinhas que podem ser consideradas mais de “raiz” vem do Norte - além de estar entre as melhores, o que foi comprovado na pesquisa do Ministério do Turismo. 

A culinária tradicional do Pará tem como base alimentos oriundos da natureza, da diversidade da fauna e flora amazônica. Dentre eles encontram-se o camarão, caranguejo, mariscos, peixes como o bacuri, caças, farinha de mandioca e as ervas responsáveis pelo toque exótico da cozinha paraense: coentro, chicória, jambu - conhecida por deixar uma sensação de dormência na boca - e as pimentas-de-cheiro. Ainda, podemos destacar os frutos típicos da região como o açaí, bacaba, cupuaçu, pupunha, tucumã, taperebá, jaca, muruci, piquiá e sapotilha.

Da onde vem tanta riqueza gastronômica? Bom, a inspiração da gastronomia do Pará vem da cultura indígena. Mas não só: ela traz consigo muita influência das culinárias portuguesa e africana. A comida costuma ser feita em panelas de barro ou ainda é assada em moquéns – além de fazer largo uso do tucupi, uma espécie de molho ou caldo extraído da mandioca. 

O paladar dos turistas estrangeiros se encantou por pratos como maniçoba, vatapá e chibé. A uma primeira vista esses nomes podem parecer estranhos até para pessoas vindas de outras regiões do país, mas a maioria é de origem indígena, resultado da junção de diversos vocábulos de idiomas como o tupi. Da mesma forma, muitos podem achar a aparência dos pratos um pouco fora do tradicional, mas eles são ricos em sabor e muitos consumidos localmente. Alguns dos mais famosos são:

Pato no tucupi: a carne é assada, cortada em pedaços e fervida no tucupi, junto com o jambu e, depois de pronta, é geralmente servida com arroz e farinha de mandioca brava.

Vatapá: prato à base de camarão, consiste em uma espécie de mingau feito com o caldo desse crustáceo fervido com óleo de dendê e adicionando leite de coco e farinha.

Caruru: mais um que traz o camarão como estrela da receita, mas dessa vez seco e inteiro, com quiabo e tempero verde. Também leva farinha, azeite de dendê e possui uma consistência pastosa.

Maniçoba: lembra uma feijoada, mas é feita com um ingrediente extra, a folha da maniva, a planta da mandioca, que deve ser moída e cozida durante dias para retirar o ácido cianídrico e realçar o sabor. 

Tacacá: esse prato também traz camarão como forte, mas lembra mais uma sopa. A receita ainda inclui o tucupi, o jambu e goma de tapioca cozida. É comumente servido ao entardecer, nas principais ruas das cidades do estado.

Mujica: uma entrada que parece uma sopa encorpada de peixe (tambaqui) e caranguejo, complementada com os outros ingredientes de praxe da cozinha paraense, o tucupi, o jambu, ervas e pimenta.

Chibé: mingau feito a partir de farinha de mandioca e água, mais uma herança indígena popular dentre os moradores da região. 

Dentre essas opções, alguns nomes podem soar familiares para os visitantes do sul. Isso porque esses pratos não são exclusivos do estado do Pará, mas também são encontrados em toda a região Norte e Nordeste do país, como o vatapá baiano. Cada lugar os adapta de uma forma única, mas sempre com a mesma base e qualidade.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp