11/11/2016 às 09h34min - Atualizada em 11/11/2016 às 09h34min

A maior aventura sobre rodas na Amazônia acontecerá neste Sábado dia 12 de novembro.

O Raid Alenquer – Curuá ou Curuá – Alenquer. É uma aventura sobre rodas nos campos nativos de várzea em plana Amazônia paraense.

Por: Walmir Ferreira
Foto: Portal Obidense

OESTE DO PARÁ - Um dos maiores eventos off-road do norte do Brasil, reunirá milhares de pessoas no sábado (12), durante a 17ª edição do Raid Alenquer-Curuá. O evento atrai os amantes de trilha de diversos municípios do Pará, principalmente da região oeste, além de contar com a participação de pessoas vindas de outros estados do Brasil. Segundo estimativas da coordenação do Raid, cerca de 20 mil pessoas participarão desta edição incluindo as programações das duas cidades.

Na sexta Feira dia 11

Na verdade o Raid já começou, aventureiros, trilheiros e amantes do esporte radical estão fazendo investimento alto em seus veículos, seja de 2 ou 4 rodas, para fazer bonitos e jogar lama nos retardatários. Essa aventura é aberta ao público em geral, não tem custo ou cobrança de inscrição.

Porém a movimentação é grande em todas as cidade do oeste paraense a partir da sexta-feira (11) onde se reúnem em comboios se deslocando para as cidade sedes, Alenquer e Curuá. Nessas duas cidades a programação é toda voltada aos visitantes, com shows, exibição e apresentação em praças e clubes de suas máquinas envenenada.

A saída de Alenquer deve ocorrer ao raiar do dia 12 com a tradicional passeata dos “trilheiros”, como são chamados os participantes. Milhares de motos e outras centenas de carros e quadriciclos, tomam conta da cidade “Ximanga”, avisando que está iniciando mais uma edição do Raid Alenquer-Curuá.

O trajeto do Raid que tem 60 km de extensão é realizado nos campos que se formam no período da seca, na região de várzea, entre os dois municípios. Uma das marcas desse evento são os atoleiros ao longo do percurso, que tornam a trilha ainda mais emocionante. Esse ano com a grande seca na região, os atoleiros diminuíram, mas a emoção e a paixão do “raideros”. Quando aparece um trecho de lama pela frente, a
satisfação é enorme.

Reencontrar antigas amizades ou mesmo simples conhecidos, durante o percurso é outra surpresa da trilha. Deixar para trás um veículo atolado é proibido no Raid e nessas horas a união sempre faz a diferença. Em trechos onde o tráfego de carros é mais complicado, os participantes unidos fazendo um grande esforço para ajudar os veículos atolados de conhecidos ou até mesmo de desconhecidos, a prosseguir o seu caminho.

Outra peculiaridade do evento é a participação de equipes, grupos formados por amantes desse tipo de esporte, que se reúnem para participar do Raid. Sempre padronizados com as suas camisas, eles fazem a diferença no evento.

Chegada em Curuá

No início da tarde de sábado as primeiras motos e carros começaram a chegar a Praça Beira Rio, em Curuá. Vários shows de bandas locais e regionais animam o público até às três horas da manhã, mas a festa vai até o amanhecer do dia.

Para ver as mais de 100 fotos click AQUI

Quando o Sol desperta no domingo, é hora de fazer o Raid do reverso as suas cidades, para aqueles que ainda tem força de vontade e um pouco de energia, a aventura tem sua continuidade é nesse momento que bate a saudade do que ainda está por vim, pois os trilheiros são insaciáveis já estrão pensando nas fortes emoções do RAID de 2017.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.5%
10.2%
1.8%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
33.3%
1.8%
3.8%
4.7%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp