02/12/2022 às 12h25min - Atualizada em 02/12/2022 às 12h25min

Da Amazônia ao Deserto, Obidense no Catar, futebol e diversão | Portal Obidense

Emoção de todas as formas, do jogo da seleção Brasileira a adaptação cultural e adrenalina no deserto

Por Walmir Ferreira
Da Amazônia ao Deserto, Obidense no Catar
 
CATAR – Diante de todas as possibilidades da vida um grupo de amigos escolherem acompanhar a seleção brasileira na copa no Catar, disposto a conhecer e enfrentar as diversidades culturais, mas também levar a alegria e cultura obidenses pelo mundo.

Os obidenses estão em um grupo de 4 pessoas: Professor e Advogado Dr. Cláudio Galate e seu filho João Claudio e o casal de empresários Ronaldo Simões (Parente) e sua esposa Meryjane Imbeloni.

Falamos com o Advogado Cláudio Galate, que neste momento se prepara para assistir ao jogo do Brasil x Camarões, hoje (02) as 16hs.

 

 “Eu já participei de 4 copas do mundo, a primeiro foi na França (1998), depois Brasil (2014) assistir os jogos em Manaus e Fortaleza, depois na Rússia (2018) e agora no Catar”.

 

O grupo está aproveitando o máximo, o que o Catar oferece ao turista que estão no pais para ver os jogos da Copa do Mundo, apesar de muitas restrições imposta pelo Catar, país de regime correspondente a uma Monarquia Absolutista e Constitucional de religião Islamica, onde tem pena de morte. Uma das coisas que os atuais torcedores de outros paises reclamam é que não pode comercializar cerveja nos estádios, até mesmo a poderosa FIFA não conseguiu quebrar essa regra. Contudo, os obidenses superam tudo isso com bom humor, nem mesmo troca de carinho entre casais (Marido e esposa) é permitido.
 



Segundo Dr. Galate, estão lá para se divertir e também divulgar a cultura de Óbidos, uma das bandeira levantada por esse obidense que no dia anterior foi ao deserto e se surpreendeu com a nova experiência.

Ele que não falta em nenhum Raid (Alenquer / Curuá) no oeste do Pará, acostumado com o clima da Amazônia e se atolar na lama do beiradão de rios lagos e igarapés de nossa região em seu carro enlameado e com a caixa de isopor cheia de cerveja. Agora viveu um momento antagônico, curtindo o rally em pleno deserto, subindo e descendo dunas de 60 até 80 metros de altura em caros brancos, limpos e com a garganta seca. Mas segundo ele a emoção e adrenalina não tem igual e valeu muito apena, um fato curioso e que surpreendeu o grupo de obidenses é que, mesmo no deserto a vida está presente, o deserto se encontra com o mar. Fora a aceleração do coração sentida no passeio de camelos.

 
 
“Hoje, vamos assistir o terceiro jogo da seleção, ficaremos no Catar até as 8ª de final e seguiremos para as ilhas Maldivas, lembrando que entre diversão e emoção, jamais esqueceremos de divulgar a nossa cultura e mostrar nosso ícone maior o mascarado Fobó”. Afirmou Galate.
As Ilhas Maldivas representam um arquipélago no Oceano Índico, situado a sudoeste da Índia e do Sri Lanka e ao sul do continente asiático. Sua única fronteira real é com o território indiano das Laquedivas. A ilha para muintos é um sonho de consumo, um espetaculo da natureza, cenário ideal para fotos eternas.






Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp