11/07/2020 às 14h49min - Atualizada em 11/07/2020 às 14h49min

Festividades de senhora Sant’Ana: em 85 anos, mais um círio diferente | Portal Obidense

Esta será a segunda vez que não teremos círio fluvial. Saiba um pouco da história da maior festa religiosa do município de Óbidos

Por: Carlos Augusto Vieira Sarrazin
ÓBIDOS - A festividade de Senhora Sant’Ana, Padroeira da Diocese de Óbidos, que inclui atualmente  11 paróquias e uma área missionária, distribuídos nos sete municípios de  sua jurisdição: Paróquia de Sant’Ana; Paróquia de São Martinho de Lima e Paróquias de São Francisco e Santa Clara, no Município de Óbidos; No município de Juruti: Paróquia de Nossa Senhora da Saúde, Paróquia Sagrado Coração de Jesus (juruti Velho) e Paróquia de São Sebastião (Comunidade Tabatinga); Em Faro, Paróquia São João Batista; Terra Santa, Paróquia Santa Isabel; Curuá, Paróquia de São Raimundo Nonato; Oriximiná, Paróquia Santo Antônio; Alenquer, Paróquia Santo Antônio e Porto Trombetas, Área Missionária Maria Imaculada, acontece  há 85 anos ininterrompidos, no decorrer do mês de julho na cidade de Óbidos, é considerada uma das maiores manifestações de fé da região Oeste do Estado do Pará.

A história começa com a chegada dos portugueses no ano de 1698, para a construção do Forte e dos padres da Ordem dos Capuchos da Piedade para ajudar na organização do Aldeamento.  É de bom alvitre ressaltar, que devido a divergências existentes entre os militares e os religiosos, foram organizadas duas aldeias. Uma Administrada pelos militares na proximidade do Forte que recebeu o nome de Pauxis, e segundo Reis (1979, p. 27), tinha como orago, Senhora Sant’Ana, e outra, administrada pelos religiosos na entrada do Lago Arapucu, sob a proteção de Senhora da Conceição.

Com a chegada do Governador da Província do Pará e Maranhão na Aldeia dos Pauxis no dia 22 de março de 1758, três dias depois (dia 25), a Aldeia foi elevada a categoria de Vila, com o nome de Óbidos. Nesse mesmo ano, com a criação da Paróquia de Óbidos vinculada a Arquidiocese de Belém, Sant’Ana é confirmada como Padroeira.

No ano de 1903, com a criação da Prelazia de Santarém, a Paróquia de Óbidos passa a fazer parte da nova Prelazia até o ano de 1957, quando foi elevada a condição de a Prelazia, no ano de 2011, recebeu o status de Diocese.

Até o ano de 1934, as festividades eram realizadas pela Irmandade de Sant ‘Ana, e resumia-se em novenas e possivelmente, pequenas procissões que percorriam as ruas da cidade.

No ano de 1935, foi nomeada uma comissão composta por populares para Coordenar as festividades da Padroeira, sob a liderança do casal Seixas Marinho que, aproveitando-se de uma promessa feita pela senhora Luiza Seixas e como graça alcançada, com autorização do Vigário, levou a Santa para sua residência na Costa Fronteira, de onde saiu em procissão fluvial até o cais do porto da cidade, dando inicio a tradição do Círio Fluvial. 
A partir do primeiro círio fluvial até os dias atuais, dois fatos contribuíram para a quebra dessa tradição cultural religiosa:  o primeiro, no ano de 1982, devido as exigências da Capitania dos Portos que alegando segurança dos romeiros, determinou que para cada cinco embarcações que participassem do círio, deveriam ser acompanhadas por uma lancha com salva-vidas.

Impossibilitada de atender tal determinação, a Coordenação da festividade decidiu pela realização do círio terrestre, trazendo com isso uma grande insatisfação entre um grupo de católicos, que resultou numa tentativa da retira da Santa da igreja por populares, que pretendiam fazer o círio fluvial contrariando as orientações da Capitania dos Portos.

Neste ano de 2020, devido a pandemia motivada pelo Covid 19 iniciada na cidade Wuhan na China, que já atingiu atualmente grande parte da população de 117 países do mundo, e que no Brasil já fez mais de 1.500.000 vítimas entre mortos e infectados, atendendo orientações da Organização Mundial de Saúde e de nossas autoridades sanitárias para que se evite aglomerações que possibilite a propagação e proliferação do vírus, a festividade será realizada sem a presença da população católica como de costume, o que certamente não abalará a fé inquebrantável  do povo em sua excelsa Padroeira.

No dia anterior ao Círio, a Senhora Sant’Ana fará uma visita em todas as paróquias da Sede do Município. No dia 12, dia do círio, a Padroeira sairá da Paróquia de São Francisco e Santa Clara, até a Matriz. O povo católico participará através dos meios de comunicação e da frente de suas residências.

Segundo comunicado da Coordenação a população obidense, “... devido o atual cenário, as missas serão transmitidas via redes sociais (facebook, Youtube, etc.), sites e rádio, sem a participação dos fiéis [...] A programação cultural também sofreu alterações e será composta de lives, tais como: Show católico nacional – Álvaro e Daniel; Rosinaldo Cardoso e Trio Recordações; Joelson Araújo e Amigos; Show  católico com artistas Obidenses, Seresta com Quarteto Flash Black; Banda Apóstolos de Sant’Ana e o tradicional show pirotécnico[...] contaremos apenas com um BINGÃO VIRTUAL, que tomara vez no dia 26 de julho às 12 h, o qual será transmitido via redes sociais, sites e rádio, tendo como premiação 10 novilhas e mais premiação surpresa. Em relação ao tradicional leilão de gado, não será possível realiza-lo durante a festividade [...] porém, já se está organizando um grande leilão para o final de novembro/2020.”

Esperamos que no ano vindouro, esse mal que aterrorizou e aterroriza a humanidade, deixando um número incalculável de vítimas e pessoas inconsoláveis pela perda  de seus entrequeridos , já esteja sido erradicado pelas benções de Deus e intervenção de Senhora Sant’Ana junto a seu neto, Jesus, que guiarão as mentes dos homens da ciência na busca pelas vacinas que atualmente estão em fase de teste, e as festividades da Padroeira da Diocese de Óbidos, volte a ter o mesmo esplendor, participação , brilhantismo e manifestação de fé que os caracteriza desde os tempos pretéritos.
 
* Professor Especialista Carlos Augusto Sarrazin Vieira
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.9%
10.1%
1.3%
0%
0%
15.0%
1.6%
0.7%
35.6%
1.3%
4.2%
3.6%
1.3%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp