04/06/2020 às 17h31min - Atualizada em 04/06/2020 às 17h31min

Tributo a Frei Dom Floriano Loevenau | Portal Obidense

Professor Carlos Vieira descreve Dom Floriano. E sua importância na vida social e profissional dos obidenses, nesta data 04/06 é feriado no município

Por: Carlos Augusto Vieira Sarrazin
Foto: Blog do Pe. Sidney
ÓBIDOS - No dia 24 de maio de 1912 na cidade de Snopken na Alemanha, nascia o menino João Floriano Loewenau. Desde criança já demonstrava vocação para o sacerdócio. Ainda jovem deixou sua terra natal e veio para o Brasil, onde foi ordenado no dia 22 de maio de 1937 na cidade de Salvador (Bahia) com o título de Frei Floriano Loewenau.

Segundo Amaral(...) “Ingressou na Ordem dos Frades Menores, a 31 de março de 1931 [...] Chegou a Prelazia em julho de 1938. Nomeado Comissário dos PP. Franciscanos na Prelazia, a 19 de outubro de 1944. Nomeado Bispo Titular de Drivasto de Santarém, a 08 de setembro de 1950. Sagrado Bispo em Salvador BH, a 26 de novembro de 1950. Tomou posse na Prelazia, a 08 de dezembro de 1950. Transferido para a Prelazia de Óbidos, a 12 de setembro de 1957”.

Com a criação da Prelazia de Óbidos no dia 10 de abril de 1957, através da Bula Papal “Cum sit animorum “, assinada pelo Papa Pio XII no dia 12 de setembro do mesmo ano, Dom Floriano foi nomeado Bispo e empossado no dia 02 de fevereiro de 1958, passando a pastorear uma das maiores Prelazia do mundo em área geográfica, que se estendia por seis municípios:  Óbidos, Oriximiná, Alenquer, Juruti, Faro e Terra Santa.

 A partir de então, desenvolveu um magnifico trabalho espiritual e social deixando um grande legado a população obidense. É de bom alvitre destacarmos algumas de suas obras em nosso município:

- Em um trabalho de mutirão de braços com o povo, construiu em Óbidos o campo de pouso, hoje denominado Aeroporto Francisco Savino, que logo foi incorporado pela Aeronáutica;
- Concluiu o prédio da Santa Casa de Misericórdia de Óbidos, iniciado na gestão do Prefeito Dr. Raymundo da Costa Chaves;
- Fundou o primeiro curso secundário na Escola São José, contribuindo com a formação de inúmeras profissionais da educação;
- Construiu a Escola Profissionalizante São Francisco, que possibilitou a profissionalização de inúmeros jovens e sua consequente inserção no mercado de trabalho;
- Criou o asilo São Vicente e um albergue, para cuidar de idosos e doentes desamparados;
- Ajudou na fundação do bairro da Cidade Nova;
- No final dos anos 50 em parceria com a Força Aérea Brasileira - FAB, fundou a Missão Tirió, para onde são levadas algumas tribos do Rio Trombetas, entre elas, os Kaxuyanas,
- Fundou igrejas e salões pastorais em todos os municípios da Prelazia.

Em entrevista com o ex-Prefeito Haroldo Tavares, o mesmo declarou que em seu primeiro mandato como Gestor Municipal, teve o apoio de Dom Floriano, em quem sempre buscava conselhos e orientações, sendo o mesmo um braço forte de sua administração municipal na fundação do bairro da Cidade Nova, e relata também, que Dom Floriano sempre dizia ter sido o único bairro da cidade que a Prefeitura teria chegado primeiro que a igreja.

No ano de 1972 sentindo o corpo cansado e doente, renuncia ao cargo e viaja para Florianópolis, para exercer a função de Capelão no Hospital da Caridade. Não mais retornou para rever sua querida cidade do coração. Segundo depoimento da Professora Idaliana Marinho, uma das pessoas que o acompanhou durante seus 14 anos de bispado, “Era sua intenção de vir pela Perimetral Norte, porém, esse sonho não mais se realizou”.

Lembro-me do dia de sua despedida, fui levado por minha mãe para o Salão Paroquial e juntamente com o povo participamos das homenagens. Naquele momento, presenciei lágrimas e tristezas da população emocionada, que em uma demonstração de amor e reconhecimento despedia-se de seu grande líder e pastor. Jamais imaginava que seria uma despedida para sempre, um eterno adeus.

No final de maio de 1979 tendo seu estado de saúde piorado, foi levado para a cidade de São Paulo, onde veio a falecer no dia 04 de junho do mesmo ano. Seu sepultamento aconteceu na cidade de Florianópolis, permanecendo seus restos mortais até o ano de 1986, quando através de um trabalho incansável liderado pela Professora Idaliana Marinho de Azevedo, foi realizado o translado para Óbidos e sepultado no interior da Matriz de Santana.

Como forma de amor e reconhecimento do povo obidense, hoje o nome de Dom Floriano é imortalizado através de escola, avenida e hospital, como:

- O perímetro compreendido entre a rua Justo Chermont e a ponte do bairro Bela Vista, passou a chamar-se de Avenida Dom Floriano;
- A Escola construída no bairro da Cidade Nova por Frei Edmundo Bonkosch, chama-se Escola Municipal Dom Floriano Loewenau:
- E a Santa Casa de Misericórdia de Óbidos, atualmente intitula-se Hospital Dom Floriano.

O feriado do dia de hoje (04/06), foi criado através de um projeto de Lei do ex-vereador Hugo Antônio Ferrari (in memoria). Segundo Ferrari (2014, p. 139), “Foi a maneira que encontrei para perpetuar a memória desse notável benfeitor a quem a população obidense tanto deve! Acredito que, da mesma forma, o povo de Santarém deverá tributar a Dom Tiago uma justa homenagem a altura daquilo que ele representou para os mocorongos. ”
 
Prof. Especialista Carlos Augusto Sarrazin Vieira
 
Bibliografias consultadas
- AMARAL, Elcio. Dom Floriano Loewenau, completaria 106 anos. Óbidos. Net.br,2018
- Depoimento da professora Idaliana Marinho de Azevedo. 04 de junho de 2020.
- Depoimento de Haroldo Heráclito Tavares da Siva, 2018.
- FERRARI, Hugo. Hugo Ferrari: um homem apaixonado por Óbidos. Belém, 2014.
- VIEIRA, Carlos. História de Óbidos: sociedade, política, cultura e economia. Editora Brasil. Santarém, 2013
        
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
23.0%
10.2%
1.3%
0%
0%
15.1%
1.6%
0.7%
35.5%
1.3%
4.3%
3.3%
1.3%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp