16/10/2017 às 10h06min - Atualizada em 16/10/2017 às 10h06min

Um mal que atinge a maioria dos seres humanos. Mas pode ser um alerta que algo não está bem.

Por: Sara Evellen
Foto: reprodução

ÓBIDOS - Quem nunca teve uma dor de estômago na vida? Bom, a dor no estômago é muito comum e pode ser um alerta para diversos casos como gastrite, úlceras, excesso de gases ou acidez. Segundo o Ministério da Saúde cerca de 30% da população sofre com essa dor. Vale lembrar que as dores são reflexos do organismo que servem justamente para avisar que algo não está bem.

As doenças mais comuns que se iniciam com o sinal de dor no estômago são:

  • Alterações dispépticas (gastrite e úlcera gástrica).
  • Úlceras duodenais
  • Doenças do refluxo
  • Infecção pelo H. Pylori
  • E, com menos frequência, mas dentro das passibilidades, os tumores gástricos.

Se a dor estiver associada a gases:

É possível que a causa da dor seja má digestão ou a presença de bactérias no estômago.  Nesse caso, é indicado tomar bastante água para aliviar a dor e consultar um médico que irá recomendar os melhores procedimentos a serem feitos.

Dor de estômago depois de comer:

Na maioria dos casos esse é um sinal de refluxo, suas consequências são a azia e mal-estar. Para evitar, é indicado não deitar após fazer refeições e não ingerir comida com alto teor de gordura.

Dor de estômago e vômito:

São os primeiros sinais de úlcera ou da intoxicação alimentar. Em qualquer um dos casos e aconselhado ir ao médico e evitar a automedicação.

Dor de estômago constante:

Pode ser um problema dentro do próprio estômago quanto em outros órgãos com o pâncreas. Nesses casos é necessário fazer exames com médicos especialistas.

Dor no estômago, perda de peso e vômito:

Se os sintomas forem recorrentes é preciso consultar um médico, pois há possibilidade de câncer no estômago. E como é uma doença silenciosa, mesmo que não seja certeza da recorrência das dores é bom prevenir.

Extenso é o assunto quando se trata de dor no estômago, portanto, esse artigo será dividido em duas partes. Na primeira parte foi brevemente visto aqui alguns dos possíveis motivos e fatores que acarretam esse desconforto. Na segunda parte será abordado sobre os tipos de gastrite, diagnósticos e formas de tratamento.

Leia mais artigos de Sara Evellen - CLICK AQUI

Link
Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp