21/07/2016 às 19h22min - Atualizada em 21/07/2016 às 19h22min

Campanha estimula famílias obidenses a aderir ao programa Família Acolhedora

Projeto de assistência a crianças e adolescentes vítimas de abusos, oferta abrigo temporário no seio das famílias selecionadas pelo programa

Por: Érique Figueirêdo
Foto: Divulgação/SEMDES

ÓBIDOS – A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Óbidos (SEMDES), iniciou uma campanha para estimular a adesão das famílias obidenses ao programa Família Acolhedora, que tem como objetivo garantir as crianças e adolescentes que necessitem de proteção, o acolhimento provisório pelas famílias cadastradas no programa, que recebem orientação para garantir o seu direito à convivência em ambiente familiar e comunitário.

O programa que existe desde 2012 através da Lei Municipal 3.907 de 23 de janeiro, é considerado um serviço socioassistencial que organiza o acolhimento de crianças e adolescentes vítimas dos mais variados tipos de crimes, por isso as vítimas são afastados da convivência familiar por medida de proteção e são encaminhadas para as famílias acolhedoras para que sejam preparadas para a reintegração familiar ou colocação em uma família substituta.

A SEMDES está chamando a atenção da sociedade para a importância da adesão ao programa que dá preferência as famílias que tenham os seus responsáveis com idade superior

aos 21 anos, sem restrições quanto ao sexo e o estado civil; famílias sem a intenção de adoção e que tenha aprovação de todos os membros; que residam no município de Óbidos e que estejam dispostas a oferecer proteção e carinho as crianças e adolescentes vítimas de violência.

Antes da adesão ao programa os interessados passarão por uma avaliação psicológica e dos profissionais de assistência social. “O programa ele tem vários critérios, para garantir a segurança das crianças e adolescentes, mas é importante ressaltar que os interessados não podem adotar essas vítimas que são amparadas pelo família acolhedora, não é esse o propósito do programa, já que ele é temporário, a intenção é trabalhar com essa criança para que ela possa voltar a conviver com a sua família ou ainda ser encaminhada para um outro lar, que passará a ser a sua nova moradia”, explicou o conselheiro tutelar José Paulo Castro.

O Família Acolhedora prevê ainda assistência às famílias de onde as crianças foram afastadas, para que elas estejam preparadas para a reintegração do menor amparado pela medida protetiva. “A família também deve receber essa assistência para que a criança ou adolescente retorne ao seu convívio com segurança”, disse o conselheiro tutelar.

A lei que regulamenta o programa estabelece que a família acolhedora receba uma ajuda de custo, para garantir o sustento do lar, sem que haja a problemática da chegada de um novo integrante.

Para mais informações sobre como aderir ao programa Família Acolhedora os interessados devem entrar em contato com a SEMDES.

Informações

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEMDES)

End – Praça Barão do Rio Branco, s/n – Centro

Telefone: (93) 99148-4268

Facebook – Facebook.com/creas.obidospa.9

E-mail – creas.obidos@yahoo.com.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp