14/12/2020 às 17h59min - Atualizada em 14/12/2020 às 17h59min

Projeto Juruti Contra Covid-19, entrega cestas básicas a famílias da zona urbana e rural | Portal Obidense

Mais de 400 famílias de povos tradicionais e indígenas do Rio Mamurú são atendidas com cestas básicas pelo projeto “Juruti Contra Covid-19”

Por: Walmir Ferreira
Informações e Fotos: Brum Comunicação
JURUTI - Entregar muito além de alimentos, atenção. Expressar a importância de cada pessoa e a vontade de ajudar. Com esse sentimento uma equipe do Instituto Juruti Sustentável (IJUS) partiu rumo ao Rio Mamurú, em Juruti, já na divisa com o Estado do Amazonas, na primeira semana de dezembro para compartilhar solidariedade. São comunidades acessadas pelos rios e que ficam a muitas horas da sede do município de Juruti. A equipe passou por 14 comunidades entregando cestas básicas a todas as famílias em situação de vulnerabilidade.

A ação faz parte do projeto “Juruti Contra a Covid-19”, iniciativa conduzida pelo IJUS  como parte da parceria da PPA Solidariedade com investimentos da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) pela NPI Expand, Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA), Cooperativa da Agricultura Familiar de Juruti (Cooafajur) e Alcoa Foundation.




“Quando fui convidado a fazer parte desta equipe do IJUS, imaginei ser desafiador. Mas eu nunca imaginava o quanto é dificultoso o meio de transporte e a comunicação com essas pessoas aqui no Rio Mamurú. O que mais nos toca, é que estamos levando um pouco de alegria, perspectiva de vida e orientações de saúde para essas pessoas” afirmou Raimundo Silva Nunes, técnico de campo do projeto Juruti Contra Covid-19.

Cidade de Juruti

No mesmo período, também foram entregues mais 500 cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social na sede do município. A seleção dos beneficiários foi realizada através parceria com órgãos competentes locais e levantamento a partir da condição social de cada família, obedecendo ao critério de baixa renda.

“Hoje estamos mostrando que é possível levar nossa solidariedade a essas comunidades da região do Mamurú e na cidade. Espero que não paremos por aqui. Precisamos fazer algo muito maior. O sorriso deles tem que continuar com sua perspectiva de uma vida melhor”, destacou o técnico de campo do projeto.  

Na primeira semana de janeiro, a mesma ação se repetirá entregando mais cestas a 1000 famílias da região do Rio Mamurú e da sede do município. No total, serão doadas 2 mil cestas básicas e 2 mil kits de higiene e limpeza que têm ajudado a minimizar os efeitos da pandemia junto às famílias diretamente impactadas pela Covid-19, bem como para apoiar na prevenção da propagação do novo corona vírus.

Valdemira Pereira dos Santos, vice-presidente da Comunidade Nova Canaã afirmou: “Nesta pandemia estamos encontrando muita dificuldade. Estou muito feliz por vocês terem vindo entregar as cestas básicas e os kits porque muitos de nós não tínhamos nada hoje. Chegaram na hora certa pra ajudar. Espero que vocês venham mais vezes, os comunitários estão muito felizes, é uma honra. Precisamos muito do apoio. É muito difícil sair daqui quando precisamos acessar os serviços e cuidados para nós.”

O projeto “Juruti Contra Covid-19”, desde o mês de setembro, vem atuando em Juruti  com ações de Comunicação de Risco para disseminar orientações de prevençãoà população com rádio-novelas, informativos, publicações para mídias sociais e materiais de suporte às equipes de campo; Oficina para Agentes Populares de Saúde e de limpeza; doação de produtos de limpeza para todos os postos e unidades de saúde do município; e doação de itens hospitalares à Secretaria Municipal de Saúde.



“O Projeto Juruti Contra Covid-19 estabeleceu um marco na região do Mamurú Rio. É a região mais distante do município de Juruti, que abriga populações tradicionais, ribeirinhas e indígenas. O projeto, com suas diversas ações, especialmente a capacitação de comunitários pra atuar preventivamente nas comunidades que não têm a presença de médicos, nem posto de saúde, foi fundamental neste momento de pandemia” Elber Diniz, Gerente de Projetos do IJUS.

 “Gostei muito desde a primeira oficina que vieram falar sobre a pandemia. Nós somos esquecidos e, esse apoio que veio de cesta básica e kits se expandindo pra nosso rio, é uma ajuda que espero que venha mais vezes”, declara Milene Fernandes Correia, moradora Comunidade Mocambo.  

O IJUS continua as ações do projeto até o mês de maio de 2021 em Juruti com o objetivo contribuir com o combate à pandemia e seu impactos sociais .
 
Sobre o IJUS
O Instituto Juruti Sustentável (IJUS) foi estabelecido em agosto de 2008, o IJUS reconhecida como Organização de Utilidade Pública para o Estado do Pará .

O Instituto é composto pelo Conselho Juruti Sustentável – CONJUS, órgão voltado à promoção do diálogo coletivo entre organizações sociais, poder público e iniciativa privada; Fundo Juruti Sustentável – FUNJUS, mecanismo financeiro voltado a investimentos em projetos voltados ao desenvolvimento sustentável local; e indicadores para acompanhamento de aspectos do desenvolvimento socioeconômico de Juruti. Conselho, Fundo e Indicadores, juntos, integram a estratégia “Tripé Juruti Sustentável”, que norteia a atuação do IJUS desde a sua origem.

O Instituto Juruti Sustentável é composto de representantes da sociedade civil, empresas e poder público local, e tem como uma de suas principais características a natureza apartidária.
 
A PPA Solidariedade
USAID, NPI Expand, a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e a SITAWI Finanças do Bem se uniram para criar uma parceria para ajudar a combater a COVID-19 no Brasil. A “PPA Solidariedade: Resposta à COVID-19 na Amazônia é uma iniciativa que engaja o setor privado em parcerias estratégicas para alavancar soluções inovadoras e escaláveis para fortalecer a resposta rápida a emergências e ao combate a COVID-19. A iniciativa irá trabalhar com parceiros da sociedade civil e do setor privado em quatro linhas de ação: Mobilizar campanhas de comunicação sobre os riscos e o engajamento das comunidades em medidas de mitigação e proteção para enfrentar a COVID-19 e capacitar as comunidades vulneráveis e/ou isoladas para proteger-se contra a exposição e transmissão da COVID-19; Promover medidas de prevenção e controle de infecções pela COVID-19 em instalações de saúde e nas comunidades; Apoiar o sistema de saúde local (hospitais, postos de saúde e unidades/serviços de saúde comunitários) para responder e controlar a COVID-19 por meio de serviços de saúde e vigilância; Apoiar empreendedores, pequenos negócios de impacto social e startups, grupos de produtores e cooperativas com pequenos aportes financeiros, serviços de assessoria empresarial e acesso a empréstimos a juros baixos ou microcrédito.




Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp