13/09/2017 às 14h27min - Atualizada em 13/09/2017 às 14h27min

Com a nova formula de reajuste Petrobras, anuncia mais um aumento no gás de cozinha. Será o convite para o retorno do fogão a lenha?

Por: Elialdo Junior
Foto - Elialdo Junior

ÓBIDOS - Os proprietários de restaurantes, lanches e até mesmo o cidadão comum está preocupado com o leve aumento no preço do botijão de gás na última semana. Alguns comerciantes já imaginam os prejuízos com o Real a mais na hora de adquirir uma nova botija. Na cidade de Óbidos o consumidor sentiu a diferença nesta semana. O botijão de 13 (treze) quilos está sendo revendido no valor de R$ 78,00.

A Petrobras informou na última terça-feira (5) que decidiu elevar em 12,2% em média o preço do botijão de gás de até 13 kg nas distribuidoras a partir desta quarta-feira (6), devido a estoques muito baixos e eventos extraordinários, como os impactos do furacão Harvey na maior região exportadora mundial de gás liquefeito de petróleo, nos Estados Unidos.

A Petrobras destacou que o reajuste previsto foi aplicado s

obre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado ao consumidor, a empresa informa que “o preço do botijão de GLP P-13 pode ser reajustado, em média, em 4,2% ou cerca de R$ 2,44 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos”.

A Petrobras informou que o Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) fará uma nova avaliação do comportamento deste mercado em 21 de setembro com possibilidade de subir ou baixar, de acordo com o comportamento do mercado internacional.

Em nota, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o reajuste oscilará entre 11,3% e 13,2%, de acordo com o polo de suprimento, no caso do gás de cozinha. "A correção aplicada não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional, com isso, o Sindigás calcula que o preço do produto destinado a embalagens até 13 quilos ficará 16,56% abaixo da paridade de importação, o que inibe investimentos privados em infraestrutura no setor de abastecimento", informou.

Com o aumento de preços, o consumidor acredita que alguns serviços devem sofrer um leve reajuste para se adequar a realidade no aumento do preço do botijão. Se não pode deixar de comprar o gás muitos já veem uma saída em mas investimentos no fogo a carvão. Parece uma piada barata, mas pode ser a saída mais barata para muitos consumidores.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp