02/11/2023 às 09h23min - Atualizada em 02/11/2023 às 09h23min

Setur forma turmas de Condutor de Trilhas e Caminhadas na Flota Trombetas e Itaituba

Iniciativa promove qualificação profissional para pessoas que vivem no entorno ou dentro das unidades, para condutas adequadas nas unidades

Da Redação
Ag. Pará
Foto: Divulgação

PARÁ - Criado pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur), em 2015, o curso de “Condutor Ambiental de Trilhas e Caminhadas” fomenta o desenvolvimento sustentável nas Unidades de Conservação (UC's) estaduais. A iniciativa promove qualificação profissional para pessoas que vivem no entorno ou dentro das unidades, proporcionando aos condutores locais condutas adequadas para o exercício da atividade com segurança e consciência, o que contribui para garantir a integridade física dos visitantes e a prática do turismo sustentável.

A Floresta Estadual de Trombetas (Flota Trombetas), na Unidade Jamaracaru - a quinta maior unidade de conservação do mundo, desde segunda-feira (30) até 4 de novembro, e ainda em Itaituba entre os dias 13 e 24 de novembro são os municípios que agora recebem essa qualificação profissional.

O curso é oferecido pela Setur, em parceria com ICMBio e Corpo de Bombeiros Militar do Pará. O público-alvo são pessoas físicas que já trabalham ou que tenham interesse em desempenhar atividades relativas ao ecoturismo.

“O curso tem o compromisso de propiciar aos profissionais do segmento do turismo de natureza todo o apoio necessário para que continuem sendo nossos agentes multiplicadores da prática do turismo consciente e sustentável no Pará”, afirma o secretário de Turismo do Pará, Eduardo Costa.

De acordo com a Setur, o reflexo direto dessa iniciativa é percebido com a qualidade dos serviços prestados aos turistas, ampliação da competitividade local, além de aumentar a perspectiva de empregabilidade, melhoria da qualidade de vida, autogestão e o desejado desenvolvimento sustentável nesses territórios. O curso apresenta aos alunos ou profissionais de turismo um modelo alternativo de gestão turística realizada em áreas naturais e comunidades locais, gerando benefícios e a conservação da diversidade existente no Pará.

“O curso de Trilhas e Caminhadas só reforça a importância do apoio a projetos em um segmento vital para o desenvolvimento de uma região: o turismo. O curso valoriza o turismo de forma sustentável e capacita seus atores, trazendo desenvolvimentos, benefícios para toda a região, valorizando a Amazônia e sua gente. Além de capacitar condutores para guiar turistas em áreas naturais, trilhas e caminhadas é uma oportunidade de gerar emprego e renda no setor, para que as pessoas estejam aptas a fazer esses passeios com segurança e conhecimento, e prestando serviços turísticos”, conclui Eduardo Costa.

A formação envolve aulas teóricas e práticas voltadas para as Unidades de Conservação, entre os tópicos e assuntos abordados estão legislação ambiental básica e ecoturismo, gestão ambiental, papel do condutor e as definições sobre ambientes naturais, sobrevivência na selva, animais peçonhentos e suas características, entre outras preocupações relevantes, além da condução dos turistas e visitantes.

Ao todo, a Setur já formou 54 turmas, em diversas localidades como o Parque Estadual do Utinga, em Belém; as Ilhas do Combu; Cotijuba; das Onças; e, ainda, em Soure e Salvaterra; (APA Marajó); Cachoeira do Arari, Parque Estadual de Monte Alegre – PEMA; APA Algodoal/Maiandeua; Flona de Carajás; e em vários outros municípios do Estado.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp