25/04/2023 às 12h04min - Atualizada em 25/04/2023 às 12h04min

Jaime Silva assina decreto que pede o tombamento do Cemitério Israelita como patrimônio histórico de Óbidos

Documento foi assinado durante ato administrativo com a presença de representantes da comunidade judaica local e regional

Por: Érique Figueirêdo
ASCOM-PMO
Tombamento do Cemitério Israelita

ÓBIDOS - Foi solicitado formalmente nesta segunda-feira (24) o tombamento do Cemitério Israelita, como patrimônio histórico de Óbidos, após a assinatura pelo prefeito Jaime Silva, do Decreto nº190, durante ato administrativo realizado na sede da Prefeitura de Óbidos, onde estiveram presentes membros da comunidade judaica local e regional.

A solicitação foi encaminhada ao Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural e Artístico de Óbidos, que analisará o pedido para elaboração de manifestação do colegiado da entidade, acerca da solicitação do poder público municipal.

O tombamento do cemitério obidense, que tem 105 anos de fundação e 19 sepultamentos de descendentes da comunidade judaica, é fruto da articulação do Comitê Israelita do Amazonas, que enviou um representante à cidade presépio, para dar encaminhamento ao processo administrativo, que após a emissão do parecer do conselho, será encaminhado pela prefeitura à Câmara de Vereadores, para análise e votação do Projeto de Lei; passos finais para a efetivação do tombamento.




O processo será acompanhando pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), que tem representatividade ativa no conselho.

“O que nós estamos fazendo aqui é um pequeno gesto de agradecimento por tudo aquilo que os judeus representaram e representam aqui no nosso município. Em nome do povo de Óbidos eu queria agradecer, e dizer que a gente vai ser sempre grato por tudo o que vocês fizeram pelo desenvolvimento da cidade”, disse o prefeito Jaime Silva aos representantes da comunidade judaica.

O Centro Israelita do Pará (CIP) também nomeou um representante para acompanhar o processo de tombamento do cemitério em Óbidos. José Jayme Belicha, que desenvolve atividades empresariais na cidade, teve atuação direta no processo e agradeceu que o pedido tenha sido atendido pelo poder público.



“Esse é um passo importante e nós gostaríamos de agradecer ao prefeito Jaime Silva por essa atenção e por estar sempre próximo à comunidade judaica em Óbidos”, agradeceu.


Leão Azulay, representante do Centro Israelita do Amazonas (CIAM), disse que a medida administrativa “protege” a comunidade judaica local e garante a preservação da história da atuação dos judeus na Amazônia.

“Em nome do Centro Israelita do Pará e da comunidade judaica aqui de Óbidos, de coração, que Deus lhe ilumine, que Deus lhe saúde e abençoe a sua administração prefeito Jaime. Você acaba de tomar uma importante medida em favor da nossa comunidade”, ressaltou Azulay.

Estiveram presentes no ato de assinatura do decreto, além dos representantes do CIP e do CIAM, os integrantes da comunidade judaica: Alegria Gabay Belicha, Marcos Jaime Belicha, Ana Maria Tavares Chocron, Amélia Tavares Chocron, Salomão Tavares Chocron, Ester Ramany, Caroline Ramany e Cláudio Messati Ramany, além da historiadora Fabiana Fábio.




Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp