13/12/2021 às 09h42min - Atualizada em 13/12/2021 às 09h42min

Barco Hospital vira tema de TCC | Portal Obidense

O assunto foi escolhido e defendido pelas alunas de enfermagem do Instituto Esperança de Ensino Superior- IESPES de Santarém no Pará

Por: Walmir Ferreira
Karol, Camila, Sara - Apresentação do TCC - Ouvindo as perguntas da banca

ÓBIDOS – O trabalho que o projeto Barco Hospital Papa Francisco de responsabilidade da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, é tão importante para a população carente onde não tem políticas publicas na questão da saúde e atendimento especializado nas comunidades ribeirinhas da Amazônia, que virou tema de estudo para trabalho de conclusão de curso de (TCC) do curso de enfermagem de ensino superior em Santarém.
 
As alunas: Camila de Sousa Lira, Karoline Souza Peres e Sara Evellen Feitosa Ferreira, se debruçaram durante quase dois anos em pesquisa sobre a atuação e atendimento do Barco Hospital na região oeste do Pará.
 


O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) considerado o primeiro que tratou do tema tirou uma nota excelente, além de receber muitos elogios por parte da banca julgadora.
 
A defesa foi transmitida ao vivo pelo instagram de uma das alunas, que demonstraram domínio do tema e clareza na apresentação.


 
No TCC, deixaram bem claro, a importância do serviço em uma região que carece muito de um olhar mais sério dos políticos, em um paragrafo de apresentação, as alunas escreveram:
 
“Considerada uma população vulnerável, os ribeirinhos enfrentam grandes dificuldades relacionadas a ações de políticas públicas, incluindo à educação e saúde”.
 
Com o resultado da pesquisa colocaram em discussão alguns pontos como a ampliação do serviço que tem um custo alto, mas não deixaram de mencionar que o trabalho filantrópico recebe ajuda do governo estadual, porém insuficiente para incrementar e ampliar os atendimentos.
 
O procedimento utilizado como método de analise e pesquisa, foi baseado em uma revisão bibliográfica narrativa exploratória e descritiva, seguindo o conceito de Sousa, Oliveira e Alves (2021).
 
Na página 08 do TCC, as alunas descreveram as principais características regionais da população ribeirinha atendida pelo Barco Hospital Papa Francisco, baseado em estudos científicos como segue:
 
...A região Amazônica é ocupada por diversos grupos tradicionais e étnicos, existentes de maneira histórica, a partir do processo de colonização e miscigenação pela a qual se passou a região (CHAVES; LIRA, 2015).
 
Silva (2017) mostra que uma maneira de ver essa região, é através do olhar idílico do ribeirinho, compreender a realidade incluindo a natureza na constituição da identidade dessa população, no aspecto sociocultural, analisando a temporalidade, bem como suas peculiaridades de tradição, que é onde se vê a rica diversidade cultural das ditas populações tradicionais como natural e não como algo que foi produzido socialmente no decorrer da história.
 
A localização geográfica é mencionada como referência para a construção da identidade nas dimensões físicas naturais, sociais e simbólicas. Toma-se como exemplo, a atribuição do rio como espaço de referência da identidade amazônica, o rio é uma paisagem natural e essencial para a população ribeirinha por ser um local como fonte de recursos naturais (para realizar atividades de subsistência) e também como meio para a locomoção (SILVA, 2017).
 
Na sequencia as acadêmicas, informaram dados estatísticos sobre atendimento e cidades atendidas como Óbidos e todas as outras cidades do oeste Paraense.
 
Algo bem interessante do Trabalho é a riqueza da descrição da estrutura física do barco Hospital onde as acadêmicas, consideraram as estrutura ambulatorial como excelente, também relacionaram quantidades e tipos de equipamentos e colaboradores que atuam dentro do Barco.


 
A riqueza de detalhes e a preocupação de descrever os atendimentos e seus tipos, evidenciando que o trabalho do Barco Hospital é imprescindível para essa população como definiram em uma das conclusões de suas pesquisas.
 
“A pesquisa realizada mostra que as populações ribeirinhas da Amazônia enfrentam o isolamento socioeconômico e acesso restrito aos serviços básicos de saúde, devido também a caracterização da região, por se tratar de uma floresta tropical com ambiente atípico, rios colossais. Dessa forma o Barco Navio Hospital Papa Francisco veio como possibilidade e  melhoria em atendimentos e estrutura física, com salas equipadas, destinada a atendimentos com equipe multiprofissional, sendo ofertados os principais atendimentos, médico clínico e especializado, análises clínicas laboratoriais, ultrassonografia entre outros”.
 
Aluna Quilombola     
 
Um dos pontos auto da apresentação foi o depoimento de uma das acadêmicas, que viveu na prática esse problema, como descendente de quilombola.
 
As três alunas que estão se formando em Bacharel em enfermagem, não são de Santarém, duas são de Óbidos e uma de Belterra, segundo elas um sonho realizado.


 



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.2%
10.3%
1.7%
0%
0%
15.1%
1.7%
0.6%
33.3%
1.7%
3.7%
4.8%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp