18/04/2018 às 18h30min - Atualizada em 18/04/2018 às 18h30min

Representantes da 4º Redec visitam áreas de risco em Óbidos

Por: Elton Pereira

ÓBIDOS - Representantes da 4º Regional de Defesa Civil do Baixo Amazonas (4ª Redec), chegaram a Óbidos, na terça-feira (17), para realizar a verificação das áreas de risco do município, a visita  ocorreu após o decreto de situação de emergência do prefeito Francisco Alfaia de barros que ocorreu na última sexta feira dia 13 de abril, o decreto se fez necessário devido os inúmeros estragos causados pelo período chuvoso na cidade, o secretário de infraestrutura MARCOS MARCIEL, falou sobre as inúmeras dificuldades estruturais enfrentadas hoje pelos munícipes tanto na cidade, quando no interior do município.

O primeiro local visitado pelos agentes 4º Regional de Defesa Civil foi a travessa santos Dumont no bairro da Cidade Nova, no documento enviando a 4º REDEC essa é uma das áreas que mais chamaram a atenção da defesa civil. A inspeção à essa área também foi acompanhada pelo prefeito de Óbidos Alfaia, que comentou a importância da vinda dos mesmo até o município.

A comitiva deve percorrer vários bairros da cidade, com prioridade aos mais atingidos pelas enxurradas, bem como algumas comunidades rurais e o centro de captação de água da COSANPA, que segundo dados do decreto de situação de emergência expedido na última sexta feira, também está sendo afetado pelas enxurradas. As informações farão parte de um estudo técnico de levantamento da atual situação de cada uma das áreas de risco catalogadas pelos agentes da defesa civil estadual, para desta forma poder dar os encaminhamentos necessários de ajuda financeira ou humanitária para cada situação especifica.

Além da ação danosa das fortes enxurradas em vários pontos da cidade, a enchente do rio amazonas também devem ser verificadas e levada em consideração.

Assita video-entrevista

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp