03/04/2017 às 16h36min - Atualizada em 03/04/2017 às 16h36min

Semsa garante tratamento fonoaudiológico de recém-nascidos, por meio de atendimentos especializados

Atendimentos para crianças de 0 a 6 meses foram ampliados nos últimos meses no Centro de Referência Especializado.

Por: Jailton Santos e Érique Figueirêdo
Ascom/PMO
Fotos: Odirlei Santos – Ascom/PMO

ÓBIDOS - Teste da linguinha, da orelhinha, tratamentos em crianças com Síndrome de Down. Estas são algumas das contribuições da fonoaudiologia na prevenção, no diagnóstico e no tratamento de doenças durante o primeiro “Ciclo de Vida”. Em virtude disso, o Centro de Referência Especializado de Óbidos, no oeste do Pará, anexo à Unidade Básica de Saúde Jofre de Matos Cohen, no bairro Santa Terezinha, intensificou os atendimentos aos recém-nascidos.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do centro de referência, oferta a Avaliação Auditiva Comportamental para crianças até os seis meses de idade. Os pacientes são encaminhados pelos profissionais de saúde que realizam o acompanhamento dos recém-nascidos atendidos nas unidades da rede municipal de saúde.

Os exames auditivos são feitos com auxílio de instrumentos musicais, com a aplicação de técnicas inovadoras que permitem um diagnóstico preciso.

A avaliação da língua do bebê obedece um protocolo de exercícios e avaliações feitas pela fonoaudióloga da Semsa. “O objetivo é detectar precocemente perdas auditivas, e o teste da linguinha a gente faz a avaliação pra ver se o frênulo da língua do bebê está adequado pro bom desenvolvimento da fala, e para o auxílio da ingestão de alimentos”, explicou a fonoaudióloga Judite Carvalho.

As crianças que não passam nas avaliações auditivas são encaminhadas para o Centro Auditivo Tapajós, em Santarém, que realiza testes de média complexidade, e determina o tratamento adequado para cada paciente.

No caso de falha no teste da linguinha, é feita uma avaliação mais detalhada, e a criança é encaminhada para o processo cirúrgico para fazer a correção. “O quanto antes a gente avaliar e detectar algum problema, mais cedo nós vamos poder tomar providências para garantir o bom desenvolvimento dessa criança”, ressaltou Judite.

Só no mês de março, 35 crianças foram atendidas. A cada trinta dias o centro de referência especializado disponibiliza duas datas para as consultas fonoaudiológicas. Nos últimos meses a demanda aumentou, devido ao trabalho realizado pelos profissionais de saúde, para que os país encaminhem os bebês para o acompanhamento do profissional especializado. "Muitos pais acham que só o teste do pezinho basta, mas, na verdade os testes da linguinha e do ouvido são fundamentais para o futuro dessas crianças", alertou a fonoaudióloga.

Síndrome de Down

Na sexta-feira (31/03), a Unidade Básica de Saúde Jofre de Matos Cohen, realizou uma programação para marcar o Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado no último dia 21 de março. O evento serviu para sensibilizar os usuários sobre a importância da luta pelos direitos igualitários, o seu bem-estar e a inclusão dos portadores de Down na sociedade.

A Síndrome de Down não é uma doença, mas sim uma mutação do material genético humano. A rede municipal de saúde auxilia no desenvolvimento dezenas de pessoas portadoras da síndrome. O centro de referência acompanha esse público especifico, por meio de consultas pediátricas, fonoaudiológicasfisioterapêuticas e psicológicas.

Renata Albuquerque, enfermeira, ressalta que os atendimentos são fundamentais para estimular o desenvolvimento dos usuários. “Nós acompanhamos o avanço dos portadores da síndrome e a sua interação cada vez maior com a sociedade. Esse contato, através das consultas, torna possível que essas pessoas e suas famílias, tenham uma vida normal e saudável”.

A professora AnaMilber Tavares, mãe do jovem Alan Vitor de Matos, de 24 anos, portador da síndrome de Down, diz que o acompanhamento médico foi fundamental para a evolução do seu filho. Alan cursa o nono ano do ensino fundamental e participa regularmente de diversas atividades. “Ele teve um grande avanço desde o seu nascimento, muito por conta dos profissionais que acompanharam ele. A escola foi muito importante para esse crescimento. Ele tem algumas dificuldades ainda, mas o tratamento ajuda muito no crescimento do Alan”, diz ela.

Serviço

O Centro de Referência Especializado de Óbidos atende pacientes com necessidades de acompanhamento nas áreas de psicologia, fonoaudióloga, cardiologia, odontologia, fisioterapia e pediatria.

Os usuários são encaminhados pelos profissionais de saúde que recebem essas pessoas nas diversas unidades de saúde do município.

O centro fica localizado na Travessa Isaltino José Barbosa, no bairro de Santa Terezinha, atrás da Escola Inglês de Sousa.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp