18/01/2024 às 11h32min - Atualizada em 18/01/2024 às 11h32min

Emater planeja capacitar 2 mil pescadores artesanais no Pará

Objetivo é a diversificação de atividades e independência de renda nos períodos de defeso de espécies pesqueiras comerciais

Da Redação
Ag. Pará
Fotos: Ag. Pará

PARÁ - Em 2024, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater) planeja capacitar pelo menos dois mil pescadores artesanais em 65 municípios para diversificação de atividades e independência de renda nos períodos de defeso de espécies pesqueiras comerciais.

O foco do Plano de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater) do ano que se inicia é garantir trabalho e renda para os extrativistas no contexto de proteção de existências biossistêmicas de caranguejo, pirarucu, tambaqui e fura-calça, entre outras, nas subrregiões das ilhas da capital Belém, além de Castanhal, Capanema, Marajó, Marabá, Médio Amazonas, Santarém, São Miguel do Guamá e Tocantins. 

Segundo lugar em pesca no Brasil

Atrás somente do Maranhão, o Pará é o segundo Estado na pesca no Brasil, de acordo com dados do Governo Federal. São mais de 200 mil famílias pescando para alimentação própria e comercialização, mantendo uma tradição milenar da Amazônia. 
“A Emater trabalha o ano inteiro em prol da cadeia produtiva da pesca, levando serviços especializados, como cursos, oficinas, visitas técnicas e crédito rural”, resume a engenheira de pesca Cleide Marques, do Escritório Local da Emater em Abaetetuba, na Região de Integração do Tocantins. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp