16/06/2023 às 21h01min - Atualizada em 16/06/2023 às 21h01min

Óbidos avança para a efetivação de Plano Municipal de Saneamento Básico com estudo da produção de resíduos sólidos

Secretaria de Meio Ambiente apresentou o diagnóstico situacional em evento realizado na quinta-feira (15)

Por: Érique Figueirêdo
ASCOM/PMO

Portal Obidense  Publicidade 790x90

Fotos: Odirlei Santos/ Divulgação/ ASCOM/PMO

ÓBIDOS - Um estudo inédito e fundamental para a reestruturação do Plano Municipal de Gerenciamento Integrado dos Resíduos Sólidos (PMGIRS) de Óbidos foi apresentado na noite de quinta-feira (15), durante um evento realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), para apresentar o levantamento realizado pelo corpo técnico da secretaria.
 

O evento contou com a presença de representantes de diversos segmentos da sociedade, políticos, secretários municipais, líderes e entidades ligadas ao uso de recursos naturais.
 
O estudo vai integrar o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Óbidos, que prevê políticas públicas voltadas para quatro eixos: abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo das águas pluviais urbanas. O que levou a Sema a elaborar o PMGIRS foi a Lei nº 12.305/2010 que regulamenta a Política Nacional de Resíduos Sólidos.
 
O objetivo é garantir a adoção de medidas para enfrentar os problemas atuais relacionados à produção de lixo e o destino final dos resíduos.
 
Prioritariamente, a construção do primeiro aterro sanitário do município, já que a forma inadequada de acondicionamento dos resíduos sólidos no município, chegou ao limite. A realidade é ainda mais grave, pois o lixão fica dentro do perímetro urbano e é utilizado de forma indiscriminada, sem controle ou medidas de proteção ao meio ambiente.


 
Segundo o secretário de Meio Ambiente de Óbidos, Diego Santos, o planejamento para a construção do aterro sanitário já está em fase avançada. O plano prevê também outras alternativas tecnológicas e economicamente viáveis para o município, que representam um grande desafio a gestão.
 
“De fato não é fácil. Hoje, o município de Óbidos já pode dizer que temos uma área em vista para fazer o nosso aterro, uma área já, praticamente, definida para fazer o aterro. Já finalizamos a fase de estudos e levantamento do quantitativo da produção de lixo por habitante do município. Um trabalho de mais de um ano nesse estudo detalhado, porém, hoje nós estamos muito mais perto de finalizar todo esse processo de preparação do plano, que é fundamental para o futuro do nosso município”, detalhou Diego.
 
O plano prevê ainda o incentivo ao empreendedorismo social, a exemplo do que já ocorre com o projeto “Divas da Compostagem”, que estimula mulheres obidenses a desenvolverem atividades que reutilizem materiais orgânicos, transformando-os em em adubo natural, para serem usados na agricultura, em jardins e plantas, substituindo o uso de produtos químicos.
 
Além disso, a educação ambiental ganha o reforço com a expansão dos projetos já existentes e a efetivação de novos, direcionando crianças, jovens e adultos para a adoção de ações sustentáveis como coleta seletiva, dentre outras, promovendo a cultura do lixo zero.
 
Maria José Figueira, servidora de carreira da Sema, que coordenou os estudos de gravimetria da produção de resíduos e na área com potencial para abrigar o aterro sanitário, explica que o objetivo do plano só será alcançado se houver mudança na postura da população, quanto à responsabilidade na destinação do lixo produzido diariamente.
 
“Precisamos trabalhar com as associações, as igrejas, já estamos trabalhando com essa visão dentro do Conselho Municipal de Meio Ambiente, unindo vários segmentos da nossa sociedade para levar essa conscientização ao conhecimento de toda a população de Óbidos. A partir de agora nós vamos nos reeducar para que possamos usar da forma correta o aterro sanitário”, finalizou Maria.


Portal Obidense  Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp