27/02/2023 às 09h37min - Atualizada em 27/02/2023 às 09h37min

Pará leva experiência em segurança fluvial ao Programa ‘Amazônia Mais Segura’ | Portal Obidense

A iniciativa do Governo Federal, apresentada pelo ministro Flávio Dino, visa enfrentar crimes na região, como tráfico de drogas e de pessoas, e garimpo e extração de madeira ilegais

Da Redação
Agência Pará
Agência Pará

PARÁ - O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) reuniu em Brasília (DF), nesta sexta-feira (24), secretários de Segurança Pública dos estados da Amazônia para discutir o Programa “Amazônia Mais Segura” (Amas), que objetiva, entre outras medidas, instalar novas bases terrestres e fluviais para combate a ilegalidades ambientais. A iniciativa visa ao desenvolvimento de ações de segurança pública, que observem as necessidades e especificidades dos estados da Amazônia Legal.
 

No encontro, o Pará foi destaque pela atuação na Base Fluvial Integrada "Antônio Lemos", instalada pelo governo do Estado em junho do ano passado, na margem direita do Rio Tajapuru, no município de Breves, Arquipélago do Marajó, e também por toda a estrutura de segurança fluvial.
 

“O Governo Federal demonstrou interesse pelas nossas bases fluviais, para que o Ministério possa abraçar estes projetos e fornecer para os estados no contexto da operação. Além disso, há interesse pelo nosso programa de ação fluvial, incluindo toda a frota de embarcações e blindados, para incorporar nesse Programa. São essas experiências que temos, além das operações como a ‘Curupira’, que deverão ser somadas ao Programa lançado pelo MSJP”, informou Luciano de Oliveira, secretário adjunto de Gestão Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), que representou o governo do Estado.
 

Desafios - A reunião foi presidida pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, e teve participação do secretário Nacional de Segurança Pública, Tadeu Alencar. Na abertura, o ministro apresentou os desafios a serem enfrentados na área e pediu urgência na implementação do "Amazônia Mais Segura".
 

Em parceria com a Polícia Federal, a Força Nacional de Segurança e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Ministério da Justiça coordena o Programa, destinado a enfrentar o tráfico de drogas e de pessoas, prostituição, garimpo ilegal, extração ilegal de madeira e outros crimes. O secretário executivo adjunto do MJSP, Diego Galdino, apresentou aos secretários os eixos de atuação do "Amas".
 

Com o Programa Amazônia Mais Segura, o Ministério de Justiça e Segurança Pública deve investir em soluções tecnológicas para que o Estado brasileiro retome o controle efetivo da região, e incluir a instalação de novas bases terrestres e fluviais.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp