27/07/2022 às 08h19min - Atualizada em 27/07/2022 às 08h19min

Senadores da CPI da Pandemia contestam no STF arquivamento de investigações | Portal Obidense

Aliados destacam que acusações tiveram o cunho eleitoral, por isso, não resultaram em ações penais.

Hérica Christian
Da Rádio Senado
Da Rádio Senado
BRASÍLIA -  Um grupo de sete senadores da extinta CPI da Pandemia pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de um inquérito por prevaricação contra a vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, após o arquivamento de sete dos dez pedidos de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro, ministros e ex-integrantes do governo. Ela alegou falta de provas nas acusações do crime de pandemia majorado pelo resultado morte; de infração de medida sanitária preventiva por não usar máscara; de prevaricação, quando uma autoridade se omite; e de charlatanismo por defender o tratamento precoce com cloroquina. A vice-procuradora também não encontrou indícios contra Bolsonaro pelo uso irregular de verbas públicas na fabricação de cloroquina e pelo crime de responsabilidade. O senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, no entanto, espera que o STF investigue a conduta da vice-procuradora de favorecer o presidente da República em um período eleitoral.
 
Esperamos que o Supremo Tribunal Federal rejeite por conta da prevaricação essa decisão de arquivamento proposta pela Procuradoria-Geral da República que ao invés de cumprir o seu papel em investigar até as últimas consequências de tudo que aconteceu prefere se omitir e dar um atestado de idoneidade, inocência a Bolsonaro para que ele possa enfrentar a disputa da sua reeleição.
 
Já o senador Marcos Rogério, do PL de Rondônia, negou favorecimento da vice-procuradora ao afirmar que as acusações contra Bolsonaro não se sustentam.    
 
Fez a única coisa que podia fazer: pedir o arquivamento de denúncias vazias. A CPI construiu um rol de narrativas acusatórias sem consistência, sem provas, sem evidências. Ali era apenas um jogo político buscando enfraquecer o presidente Bolsonaro. Enquanto acusava o presidente de crimes existentes encobria o rol de crimes praticados por gestores estaduais. Essa CPI foi uma vergonha.  
 
Na ação, os senadores também pedem que o procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifeste sobre os pedidos de investigação da CPI. E solicitaram também a remessa dos autos para o Conselho Superior do Ministério Público Federal para avaliar eventual responsabilidade administrativa e criminal de Augusto Aras e Lindôra Araújo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp