17/05/2022 às 10h21min - Atualizada em 17/05/2022 às 10h21min

Filmes do padre Giovanni Gallo marcam abertura da 20ª Semana Nacional de Museus da Secult | Portal Obidense

A mediação da Mostra Giovanni Gallo foi feita por Januário Guedes, diretor do Museu da Imagem e do Som (MIS

Redação
Agência Pará
Agência Pará
Pará - Um grande expoente da museologia na Amazônia, o padre italiano Giovanni Gallo, não apenas reuniu peças históricas da cultura marajoara, como também registrou cenas do cotidiano da região em filmes gravados na década de 1970. Para homenagear e dar destaque às obras do fundador do Museu do Marajó, a Secretaria de Estado de Cultura (Secult), por meio do Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), abriu a programação da 20ª Semana Nacional de Museus com a exibição de três produções do padre, no auditório do Museu de Arte Sacra, na noite desta segunda-feira (16).

A mediação da Mostra Giovanni Gallo foi feita por Januário Guedes, diretor do Museu da Imagem e do Som (MIS), onde estão armazenadas as produções audiovisuais do padre. Para ele, Gallo foi um personagem fundamental na história do Marajó. "Ele era apaixonado por cinema, etnografia e antropologia, se interessava pelas pessoas, sua memória, seus traços culturais e se integrou firmemente em Santa Cruz do Arari, registrando o cotidiano local, os hábitos, costumes e as coisas simples da vivência daquela população. Esse material que ele deixou registrado é de suma importância para a constituição da trajetória marajoara", ressaltou o diretor.

Na sequência, a abertura oficial do calendário contou com a conferência “O poder dos museus”, com participação de Janice Lima e Cássia da Rosa, diretora do Museu do Estado do Pará (MEP), e mediação de Sanchris Santos e Henriette Barros, diretoras da Casa das Onze Janelas e do Memorial Amazônico da Navegação, respectivamente. Durante a mesa de diálogo, foi debatido o papel estratégico dos museus como agentes transformadores da realidade social na atualidade.

"Um exemplo do poder dos museus como um um instrumento de transformação da sociedade é o Museu do Marajó, que foi integrado recentemente ao Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secult como um novo espaço museologico, respeitando a memória do padre Gallo, mas tendo também um novo ambiente que pode nos levar a diversos caminhos no entendimento da nossa história", destacou a diretora do MEP, Cássia da Rosa.

A programação, realizada anualmente em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio), segue até o dia 22 deste mês e será online e presencial, com entrada franca nos espaços do SIMM. Para participar virtualmente, basta se inscrever pelo formulário disponível no link e, segundo a organização, não há necessidade de inscrição prévia para as atividades presenciais.
 
A temporada é coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em parceria com instituições de todo o país. A programação completa pode ser acompanhada pelas plataformas digitais da Secretaria.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp