14/04/2022 às 10h16min - Atualizada em 14/04/2022 às 10h16min

Cárlea Baraúna uma das organizadoras do movimento SOS Curuçambá falou ao programa As Melhores do Povo | Portal Obidense

“Imagens impactantes, ao ver o Curuçambá daquele jeito, fui lá levar umas pessoas que estavam visitando Óbidos” disse Cárlea

Por: Walmir Ferreira
Carlea Baraúna fala do movimento SOS Curuçambá | Imagens programa As Melhres do Povo

ÓBIDOS – Segundo a professora Wilza Cárlea Baraúna o movimento SOS Curuçambá, surgiu após ela se deparar com boa parte do igarapé coberto por barro e areia, quando visitou o balneário onde levou algumas pessoas que estavam visitando a cidade de Óbidos e queriam conhecer o lugar.

Cárlea fez registros em fotografia e usou as redes sociais pedindo providencias das autoridades onde ganhou apoio de pessoas comuns que também estavam preocupados com a situação do assoreamento do igarapé. O movimentou que começou nas redes sociais ganhou força após se juntar com outro grupo que já estavam falando sobre o mesmo problema.





Depois disso ganhou apoio da sociedade civil empresário e pessoas comuns, organizados realizaram manifestação pacifica no centro da cidade pedindo ao poder publico providencias urgente para que o igarapé não desaparecesse.

Dentro da campanha, mais de 100 pessoas estiveram no balneário do Curuçambá onde realizaram um abraço simbólico, com apoio também da imprensa.

A resposta do poder executivo foi de imediato, no mesmo dia do abraço simbólico, máquinas chegavam ao porto de Óbidos para fazer trabalhos paliativos no desassoreamento do balneário, com promessa de novas providencias entre elas denuncia da empresa LO Franco, apontada com uma das principais causadoras do assoreamento do Curuçmabá por mexer na PA-437 e não dar continuidade no trabalho de pavimentação.



Sabe-se que muitos fatores podem ser considerados como problema de assoreamento do Curuçmabá que já acontece a mais de 10 anos, porém cada ano que passa o problema parece aumentar. O próprio Portal Obidense já faz várias matéria de anos anteriores alertando para o caso.

Movimento continua

Segundo Cárlea Baraúna o movimento SOS Curuçambá está vivo e aguarda o retorna e as ações do poder publico. Baraúna acrescentou que outros fatores precisam ser visto como o caso do Lago Pauxis.

O tempo esta sendo dado, pois o próprio movimento entende que isso demora, mas estão se reunindo para buscar saber qual será o próximo passo.

O movimento, já constatou que devido as fortes chuvas o trabalho feito anteriormente e que resolveu o problema temporariamente, está ficando comprometido, conforme registro fotográfico do movimento que esta monitorando o local.

Veja abaixo a entrevista da ativista Cárlea Baraúna. Inicia a partir de 46mn do Programa.



 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp