25/08/2021 às 13h22min - Atualizada em 25/08/2021 às 13h22min

Onda de vazamentos revive golpes via boleto | Portal Obidense

Com o PIX golpistas estão aproveitando métodos antigos de golpe. Saiba como se proteger

Por: Carolina Santos
Golpe do Boleto - veja na imagem e-mail do emissor

BRASIL – Golpes na internet usam como base o vazamento de dados para serem aplicados. Com esses dados à disposição, os golpistas têm tudo em mãos para começar a agir.
 
Uma das fraudes que está voltando com força é a do boleto falso. Com a chegada do PIX, as vítimas voltaram a receber um boleto falso e que as fazem perder dinheiro – e tempo, tentando entender o que pode ter ocorrido.
 
“Além dos consumidores, a empresa cujo nome foi utilizado também é acionado diversas vezes, podendo perder sua reputação no mercado. Entender e informar seus clientes sobre como identificar um golpe é um passo de extrema importância” diz Gustavo Monteiro, Managing Director do AllowMe, empresa de tecnologia com soluções para autenticação em pagamentos.
 
Mas como é esse golpe do boleto repaginado?

Os golpistas conseguem em um vazamento o nome completo, CPF e número de telefone de uma pessoa, por exemplo. Com esses dados em mãos, disparam uma mensagem oferecendo uma renegociação de dívida ou um SMS com um site para emissão de segunda via de boleto.
 
Em parelho, os golpistas já criaram sites que replicam exatamente a página de um banco ou dessas empresas de empréstimo – para os quais as pessoas são direcionadas, no conhecido golpe de phishing. Assim que o consumidor colocar seu CPF, o site pede outras informações que serão utilizadas, como endereço, valor total da dívida e valor das parcelas.


 
Só isso já é o suficiente para que um boleto falso seja emitido, e a vítima acaba perdendo dinheiro se pagá-lo. Normalmente, o prazo para pagamento desse boleto é extremamente curto, com a alegação que caso contrário perderá o desconto.
 
Os descontos oferecidos para a quitação da dívida costumam ser bastante razoáveis, o que faz os consumidores se sentirem atraídos a pagar o mais rápido possível.
 
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) elaborou um documento com algumas dicas. Confira:
 
  • Confira os dados do beneficiário:
Todos os boletos precisam ser registrados antes de serem gerados e, para isso, os bancos inserem informações como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.
No momento do pagamento, serão mostrados os dados do beneficiário (a empresa que receberá o dinheiro). Caso você não conheça ou desconfie que o nome que aparece não é para quem você deveria pagar aquele dinheiro, melhor parar a operação e entrar em contato com a empresa beneficiária.
  • Não imprima os boletos
Muitas quadrilhas usam vírus bolware para adulterar os boletos. Ele muda os dados do boleto, como valor e a conta na qual o dinheiro será depositado, e entra em ação quando a vítima imprime o boleto.
Para evitar ser vítima desse tipo de golpe, a recomendação é não imprimir o boleto e solicitar que o emissor mande o arquivo no formato PDF – além de manter um bom antivírus instalado.
  • Confira os dados do banco emissor do boleto
Golpistas costumam cometer pequenos deslizes na hora de criar os boletos adulterados – que um usuário desatento deixa passar. Um deles é colocar um logotipo diferente da instituição financeira que emitiu o título ou ainda um número do banco.
Para verificar se está tudo certo, basta conferir se os três primeiros números do código de barra correspondem ao código do banco que aparece no boleto.
  • Use o DDA (Débito Direto Autorizado)
Uma das formas de evitar pagar boletos falsos é aderir ao DDA (Débito Direto Autorizado). Ao se cadastrar, o cliente receberá a versão eletrônica de todos os boletos emitidos em nome dele. Como o serviço pega as informações direto da Nova Plataforma de Cobrança, não há o risco de o documento ser fraudado.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.0%
1.7%
0%
0%
15.2%
1.7%
0.6%
33.5%
1.7%
3.7%
4.6%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp