02/05/2016 às 15h48min - Atualizada em 02/05/2016 às 15h48min

Vila Roberta se salva no fim, arranca empate e fica com o título da Copa do Interior

Nas penalidades, Vila Roberta foi mais eficiente e levou o título.

Por: José Augusto Garcez
Fotos: José Augusto Garcez

ÓBIDOS - A seleção da Vila Roberta abusou dos erros no jogo da final da Copa do Interior, disputado neste sábado (30), no Estádio Ary Ferreira, em Óbidos. Diante da seleção do Mondongo, o time do goleiro Ricardo, ex Juventus, criou as melhores oportunidades e ainda saiu em desvantagem graças a um belo gol de Samir aos 20 minutos da segunda etapa. No entanto, Robson afastou a urucubaca e já no fim da partida, arrancou o empate por 1 a 1.

A partir de então, a decisão dependia apenas dos goleiros Ricardo e Arilson, quem tivesse a melhor atuação embaixo dos paus levaria o lindo troféu para sua comunidade. Se os goleiros não se transformarem em heróis de suas equipes, é sinal que o perdedor terá um vilão. Como falam os boleiros, “só erra pênalti quem bate”.

Na decisão de terceiro lugar, a seleção do Cipoal de Cima venceu a seleção do Matá por 2 a 1, em jogo cheio de confusão, expulsões e muita reclamação da arbitragem.

Vila Roberta erra, mas se salva

O primeiro tempo teve uma Vila Roberta com a iniciativa de jogo, mas sem furar a defesa do Mondongo em nenhum momento. As chances para a sensação da Copa do Interior demoraram a aparecer, mesmo com o já conhecido toque de bola envolvente da equipe do técnico André.

Já a Seleção do Mondongo esperou pelo contra-ataque e apostou na criatividade de Neizinho e Giovani e a experiência de Elson no ataque para surpreender. A esperança do selecionado do Mondongo estava depositada nos pés destes craques.

A iniciativa quase deu certo em diversos momentos. Robson, Junior e Alexandre desperdiçavam as melhores oportunidades, ao demorar na finalização.

A Vila Roberta foi penalizada pela falta de eficiência no ataque na metade do segundo tempo. A seleção do Mondongo voltou melhor e aumentou o ritmo dos toques de bola no ataque, sendo mais incisiva. O resultado veio aos 20 minutos. Samir aproveitou rara oportunidade e abriu o placar para o Mondongo.

Apesar das falhas no ataque e de não jogar tão bem na etapa final, os jogadores da Vila Roberta conseguiram o empate graças a um gol salvador de Rider, aos 35 do seg

undo tempo. Sem saber que aquele seria o gol que levaria sua equipe a disputa nas penalidades, e em seguida o vencedor da copa do interior em 2016, o atacante já comemorava como se fosse gol de título. Já previa o garotinho?

Muito estilo nas cobranças de penalidades

Nada de chutão. Já foi explicado que não é proibido, mas os batedores evitaram se livrar da bola dando aquele chutão de furar a rede nas penalidades. Muita categoria, em algumas cobranças os goleiros, só apareceram na fotografia.

No final, a equipe da Vila Roberta foi mais eficiente, vindo mais confiante após o empate aos 35 minutos, seus batedores estavam mais concentrados e finalizaram cinco cobranças, enquanto a seleção do Mondongo finalizou apenas 4. Vila Roberta campeã com méritos, pois desclassificou equipes consideradas favoritas ao longo da competição.

Ficha técnica:

Vila Roberta (1) (5): Ricardo, Anderson, Edinaldo, Mailk, Amilton, Ricardo, Rider, Aleixo, Robson, Junior e Alexandre. Técnico: André

Mondongo (1) (4): Arilson, Neném, Ronilson, Tica, Maurício, Baby, Samir, Geovani, Elson, Neizinho e Elcinho, Técnico: Bilú


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.5%
10.2%
1.8%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
33.3%
1.8%
3.8%
4.7%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp