06/04/2016 às 14h28min - Atualizada em 06/04/2016 às 14h28min

Criança morre após ser abusada em suposto ritual de magia negra

Da redação
Fotos: Polícia Militar – Curuá

CURUÁ – O principal suspeito de espancar e abusar sexualmente de uma criança de 10 anos, na cidade de Curuá, localizada a 82 km da sede do município de Óbidos, foi preso pelas Polícias Civil e Militar na tarde de terça-feira (5), A prisão de Eder Nunes, 35 anos, conhecido como “curandeiro”, ocorreu após a polícia encontrar evidências de sua particição no crime. O delegado de Óbidos Thiago Mendes, solicitou a prisão preventiva do homem, que foi expedida ontem, pelo juiz Gabriel Veloso, titular da Comarca de Alenquer

A mãe da vítima só soube do caso, após estranhar o comportamento da criança e constatar no Centro de Saúde de Curuá que o menor havia sido abusado.

Eder é o único acusado de ter assassinado o menor, durante um suposto ritual de magia negra. O crime ocorreu no dia 29 de março, e logo que o abuso foi constatado a vítima foi transferida com urgência para o Hospital Dom Floriano na Providência de Deus em Óbidos, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na tarde de domingo (3).

Segundo informações repassadas pela polícia, o menor chegou a gravar um vídeo antes de falecer, apontando Eder como o responsável pelo crime. O menor gravou um vídeo no leito de morte afirmando que o ‘curandeiro’, enquanto espancava o menor, berrava afirmando que estava espantando espíritos malignos do corpo da criança”, afirmou Thiago Mendes, delegado que está à frente das investigações.

O acusado que é esposo de uma vereadora de Curuá, além de ser vizinho, conhecia os pais da vítima. As investigações apontaram que a criança foi atraída para a casa de Eder, e lá sofreu as agressões e foi abusado sexualmente. “O acusado morava distante apenas três casas de onde o menor morava com a sua família. Infelizmente é um caso muito triste”, enfatizou Thiago.

Após a prisão, Eder foi imediatamente levado de carro para Alenquer, e em seguida foi transferido de lancha para Santarém, onde foi apresentado na 16º Secional Urbana de Polícia Civil, antes de seguir para o presídio.

Comoção

A pequena cidade de Curuá, parou para acompanhar o velório e o cortejo fúnebre da criança de dez anos que foi barbaramente assassinada. O corpo foi velado na casa da família e em uma escola da rede municipal.

O clima de comoção e revolta tomou conta das dezenas de pessoas que acompanharam o sepultamento da criança, que ocorreu na última segunda-feira (5).

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp