01/04/2016 às 17h34min - Atualizada em 01/04/2016 às 17h34min

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Óbidos reelege atual presidente por aclamação

Célio Moreira ficará à frente de uma das maiores entidades do município até 2020.

Por: Érique Figueirêdo
Foto: Wendel Menezes

ÓBIDOS – O agricultor Célio Moreira Gomes permanecerá por mais quatro anos à frente da direção do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Óbidos (STTR). Célio que foi eleito presidente da entidade pela primeira vez em junho de 2008, não enfrentou nenhuma chapa concorrente durante o processo eleitoral, e por aclamação, foi reeleito pelos delegados que tinham direito a voto.

O resultado final foi confirmado na quinta-feira (31). Mesmo sem a inscrição de um segundo candidato, os tramites normais do processo foram mantidos pela comissão eleitoral. A

aclamação do atual presidente do sindicato rural ao cargo foi histórico, já que nós últimos 20 anos, esta é a primeira vez que um líder sindical é eleito dessa maneira para dirigir a entidade. “Nós estamos muito felizes pela confiança que foi deposita em nós, pelos nossos associados. Vamos continuar trabalhando de forma transparente e conjunta com todos os nossos trabalhadores, para garantir os direitos da nossa classe”, agradeceu Célio.

O presidente reeleito tem agora pela frente demandas importantes para solucionar, principalmente no que diz respeito a questão fundiária. Segundo levantamentos da entidade, 80% das terras ocupadas pelos associados do sindicato, estão localizadas em áreas de assentamentos e dependem da regularização do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). “Essa é uma questão muito séria e precisamos resolver. Como se trata de áreas de assentamento o Incra precisa fazer a regularização dessas propriedades, mas esse processo está muito lento. Nós estamos cobrando a regularização, mas infelizmente as áreas de assentamento não tem recebido a mesma atenção do que as comunidades quilombolas”, reclamou Gomes.

O STTR tem aproximadamente 7 mil associados, mas apenas 4 mil estão ativos. Além dos problemas fundiários Célio Gomes irá priorizar a construção do forro e climatização da sede da entidade, e a construção da feira do sindicado na área externa da sede. “Essas demandas também terão prioridade. A sede precisa da climatização porque é muito quente e para isso precisamos forrar. Já a questão da feira será uma forma de livrar o agricultor da burocracia do governo e valorizar a produção familiar”.

A posse do presidente reeleito está programada para ocorrer no dia 4 junho na sede do sindicato.

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp