02/07/2019 às 19h26min - Atualizada em 02/07/2019 às 19h26min

Obidenses se reúnem em Manaus para brincar na quadrilha Olha Já na Roça que apresentou a Noiva do Museu

Por: Walmir Ferreira
Fotos: Ariana Paz e Walmir Ferreira
MANAUS – Muito divertida e engraçada a quadrilha Olha Já na Roça reuni no mês de junho filhos e amigos de Óbidos, que residem em Manaus para reviverem momento da infância e juventude quando brincavam de quadrilha na terrinha. A quadrilha é formada por casais em sua maioria com idade acima dos 40 anos.

A festança aconteceu na Inox Brelaz, no dia 29 de junho dia de São Pedro tudo muito bem organizado, ornamentação estilo junino com clima bem interiorano, uma linda fogueira no meio do salão dava um toque especial no ambiente.


Como é característica do Obidense FC em todos os eventos, não deixar de envolver os participantes com a regionalidade e civismos paraenses, foram colocadas 3 bandeiras gigantes do Obidense FC, a bandeira de Óbidos e do estado do Pará.

Um ambiente para as crianças foi montado o Laça-laça Americano que inclusive os grandões fizeram uma fezinha. Na animação e marcação da quadrilha o Negão de Tirar o Chapéu Francy Junior.

Todos estavam muitos ansiosos, para iniciar a brincadeira, vestidos a caráter “Damas e Cavalheiros” se posicionaram no salão para iniciar a apresentação de mais um ano da Olha Já na Roça, foi muito divertido, pois a principal é errar o passe e a marcação.


A Noiva do Museu
Este ano para aproximar ainda mais os filhos de Óbidos, com sua cidade natal, foi apresentada aos demais a Noiva do Museu (Orminia) que também dançou quadrilha, porém como na história que a maioria dos obidenses conhecem, sem o noivo.

A noiva do Museu é um conto romântico dramático que aconteceu em Óbidos, no casarão onde hoje funciona o Museu Integrado de Óbidos, triste e emocionante uma linda jovem se apaixonou por um militar que morava no Rio de Janeiro, e passou um tempo servindo em Óbidos, ele a pediu em casamento e deveria voltar ao Rio para resolver problemas pessoas (...) porém mal sabia a noiva obidense que esse homem estava casado e sua viagem era para pedir o divórcio de sua atual esposa a qual já não vivam maritalmente (...) No final Orminia perde a esperança de ter seu amado de volta e toma veneno, ela morava na parte de cima do Museu e foi encontrada morta vestida de noiva (...). Essa história é muito interessante, já virou música, poesia, peça teatral, dramatização, enredo de carnaval e filme curta metragem.

FOTOS: CLICK AQUI - Veja todas as fotos do evento

A festa passou das 3 da manhã, onde os casais aproveitarem para dançar e se tiver muito. O Portal Obidense esteve presente conversando com os brincantes, onde também participamos da festa
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Findando o período letivo qual a matéria mais difícil de passar?

6.4%
10.0%
45.0%
10.7%
15.7%
4.3%
7.9%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp