21/04/2019 às 10h42min - Atualizada em 21/04/2019 às 10h42min

Polícia de Óbidos prende suspeito pelo assassinato da jovem Leciane Vasconcelos dos Santos

Informações - Pollicia Civil de Óbidos
Por: Elton Pereire
Foto: Policia Civil
ÓBIDOS – Foi preso no sábado (20) suspeito de ter matado a jovem Luciene, identificado pela alcunha de Keke, segundo a polícia o acusado confessou o crime e apresentou a arma usada para matar a vítima, Keke irá responder por homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e mediante dissimulação, podendo ser condenado até 30 anos de prisão.


Segundo informações da polícia, o que levou a polícia direcionar as investigações sobre o acusado, foram imagens de câmeras de segurança, onde o mesmo foi vista com a vítima minutos antes da mesma ser encontrada morta.

A polícia Civil em ação conjunta com a polícia Militar de Óbidos, conseguiram ainda prender em flagrante no sábado dia 20, após 60hs após o crime o nacional Elcimar da Silva Fonseca, vulgo Adriano ou Keke. O crime que aconteceu no dia 18 de abril teve como vítima a jovem Leciane Vasconcelos dos Santos, com 7 facadas no Bairro Bela Vista, na cidade de Óbidos-PA.

CLICK AQUI – Entenda o caso.

Câmeras de segurança, nas proximidades do local onde o corpo foi encontrado, mostravam Elcimar andando com a vítima, minutos antes de crime. Diante disso, a Polícia Civil continuou as buscas atrás de Elcimar, sendo o mesmo encontrado no sábado (20) e conduzido para DEPOL, para os procedimentos legais. Em seu interrogatório, Elcimar confessou o crime, bem como contou detalhes de como premeditou ceifar a vida da vítima. De acordo com o DPC Felipe Moura, o acusado irá responder por Homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e mediante dissimulação, podendo ser condenado até 30 anos de prisão .

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp