11/10/2018 às 14h26min - Atualizada em 11/10/2018 às 14h26min

Em Oriximiná homem procura a polícia para pedir ajuda, sua companheira o maltrata, bate nele chama de corno e fresco.

Dizendo não aguentar mais tanta humilhação seu Samuel da Cruz Venâncio diz viver em constante opressão e sob xingamento diário.

Por: Márcio Garcia
Fotos: Márcio Garcia
ORIXIMINÁ – Um caso, um tanto curioso, aconteceu na cidade de Oriximiná no oeste do estado do Pará. Uma demonstração de como o vício e o desrespeito faz mal a família e a sociedade. Não aguentando mais de tanta humilhação e ser maltratado dentro de sua casa, seu Samuel da Cruz Venâncio, homem trabalhador, de princípios familiar, procurou a polícia e denunciou a mulher por agressão e maus tratos, além de xingamento como “fresco” e afirmar que ele é corno.

Seu Samuel relatou a polícia que sua companheira, mudou muito, após 8 anos de convivência, a mesma arrumou outras amizades, vive bebendo e prefere as pessoas da rua, não lhe respeita mais, o desmoraliza e agora anda difamando dizendo que ele é “Fresco e Corno”.

Ao Portal Obidense ele disse: “Vivo sob pressão e a todo momento ela me bate, já levei muito tapa na cara, sou um ser humano, tenho sentimentos, mas também me revoltou ao ouvir ela dizendo que sou corno, na última vez que ela me bateu, por pouco não fiz uma besteira, e sei que não estou mais me controlando, por isso vim pedir ajuda”.

Áudio - Colocamos aqui o áudio da entrevista de seu Samuel, ouça abaixo.




  

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.6%
10.1%
1.8%
0%
0%
15.5%
1.8%
0.6%
33.9%
1.5%
3.9%
3.9%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp