21/02/2018 às 17h21min - Atualizada em 21/02/2018 às 17h21min

Comandante de policiamento regional, Heldson Tomaso visita a sede da 29° cipm após situação envolvendo o ex-capitão Wanzeler

O militar chegou nesta quarta-feira (21) na cidade de Óbidos, onde reunirá com os demais policiais para trabalhar a integração entre a polícia militar e a sociedade obidense.

Com Imagem: Januário Figueira
Por: Elton Pereira

ÓBIDOS - O comando da Polícia Militar Regional (CPR 1) e seu comandante Sr. Cel QOPM Heldson Tomaso Pereira De Lima, se encontra em Óbidos, município localizado no oeste do Pará, juntamente com outros membros do comando de policiamento da regional 1, o objetivo da visita é promover a integração da polícia com a sociedade em geral, e dessa parceria gerar grande frutos de interesse coletivo.

Esta é a primeira vez que o comandante de policiamento da regional-1, Sr. Cel QOPM Heldson Tomaso visita Óbidos após o caso envolvendo o hoje exonerado ex-capitão Maciel de Jesus Duarte Wanzeler preso pela corregedoria da polícia militar no último dia dezesseis (16), de fevereiro, por apropriação para uso particular de um veículo pertencente à Polícia Militar do Pará e suposto envolvimento em tráfico de drogas.

O comandante não quis se pronunciar sobre o assunto e disse que o caso já se encontra sobre as mãos da justiça. Também não informou quem será o próximo capitão a assumir o comando em Óbidos, isso poderá acontecer na sexta-feira data que o comandante falará com a imprensa novamente e seu último dia na cidade.

Além de Óbidos outras cidades também devem receber a visita do comando regional, o momento servirá para saber qual a real demanda de cada cidade que integra o CPR1 e em cima disso traçar planos de ações que busquem combater a criminalidade com mais eficácia, foi o que nos informou o comandante de policiamento da regional-1, Sr. CEL QOPM Heldson Tomaso.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.5%
10.2%
1.8%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
33.3%
1.8%
3.8%
4.7%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp