05/07/2017 às 21h24min - Atualizada em 05/07/2017 às 21h24min

A Associação dos delegados de Polícia do Pará emiti nota em apoio ao delegado Jaime Paixão.

Por: Marcio Garcia
Foto: Marcio Garcia

BELÉM – O delegado de Polícia Civil titular da cidade de Terra Santa, que estava à frente do caso nas investigações do incêndio no Cartório daquele município em agosto de 2016. Nesse caso, conforme a perícia da polícia Judicial, apontou como suspeito de cometer o ato o próprio titular do cartório hoje vereador Milenildo Freitas (PSD). O vereador usou a plenária da Câmara de Terra Santa para falar do processo e condução do delegado na tentativa de desqualificar o trabalho da polícia em ataque ao delegado Jaime Paixão.

Veja matéria sobre o caso CLICK AQUI

Porém em resposta a associação dos delegados do Pará ADEPOL emitiu uma nota nesta quarta-feira (05) veja abaixo na integra.

NOTA DE APOIO ADEPOL AO DELEGADO JAIME PAIXÃO

A Associação de Delegados de Polícia do Pará – ADEPOL / PA, entidade representativa da categoria dos Delegados de Polícia do Pará, parabeniza e elogia o seu associado Dr. JAIME PAIXÃO, delegado Titular da Delegacia de Terra Santa, que conduziu de forma exemplar o inquérito policial que apurou um incêndio criminoso ocorrido no cartório da cidade em agosto de 2016.

Por outro lado vem por meio desta, repudiar qualquer manifestação que tenta sem motivo algum macular a conduta e a imagem do Dr. JAIME PAIXÃO, delegado exemplar que sempre teve a sua postura isenta e imparcial sob o crivo de legalidade.

A ADEPOL/PA se coloca a disposição política e jurídica do delegado e não vai se curvar nem tolerar qualquer ameaça por parte de terceiros.

O delegado de Polícia Civil agiu respaldado em lei, onde foram tomadas todas as providencias requisitando a perícia oficial e ouvidos os funcionários do cartório.

Já no registro do BOLETIM DE OCORRÊNCIA foi posto em questão a pauta política uma vez ventilado que poderia ter sido o incêndio causado por opositores do vereador, oficial titular do cartório. O resultado da perícia técnica afirmou ter sido forjada a entrada no cartório pelo telhado, voltamos às investigações as pessoas que tinham acesso as chaves de entrada do prédio, uma vez que também restou evidenciado não ter havido arrombamento. Os objetos queimados propositalmente não tinham relevância alguma para o funcionamento do cartório sendo dois murais de aviso e uma lixeira, que também como os focos ateados foram propositalmente apagados, restando evidenciado a falta do ânimos de prejudicar.            

Os indiciamentos foram realizados de acordo com análise técnica dos documentos atrelados aos autos e descartado totalmente que o incêndio tenha sido provocado por terceiros, externos ao funcionamento do cartório.                        

De acordo com a prova dos autos, dos indícios de autoria das pessoas indiciadas e vale ressaltar que a polícia judiciária não provoca injustiças uma vez que não processa, não julga e não condena, apenas investiga e colhe materialidade e indícios de autoria de forma totalmente independente de acordo com a livre convicção da autoridade policial.

Deste modo a ADEPOL repudia veementemente as declarações atribuídas ao nobre delegado, ungido em mero entendimento particular e desprovido de legalidade sem qualquer conteúdo plausível, em juízo de valor; para ver seu desajustado e imoral pleito atendido ataca profissional de estatura distinta como do Dr. JAIME PAIXÃO motivo pelo qual a ADEPOL se solidariza e apóia integralmente a forma exemplar e digna de elogio com que o Delegado conduziu o procedimento policial. Postura igual ao do Dr. JAIME PAIXÃO só merece apoio e elogio, e coloca no rumo certo e esperado pelo povo as instituições, em especial a de segurança pública.

ADEPOL/PA


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.3%
10.1%
1.7%
0%
0%
15.3%
1.7%
0.6%
33.8%
1.7%
3.8%
4.6%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp