07/06/2017 às 11h33min - Atualizada em 07/06/2017 às 11h33min

Polícia de Óbidos intensifica as operações na tentativa de coibir a violência que cresce no estado do Pará.

Os principais locais foram a praça SESC Centenário e praça do bairro São Francisco, a ação é de prevenção e a população precisa colaborar e ligar denunciando

Por: Walmir Ferreira
Foto: Portal Obidense

ÓBIDOS - O Comando de Policiamento de Fronteira, Sentinela da Amazônia, do município de Óbidos deu sequência às operações nas ruas da cidade durante o final de semana. As abordagens e batidas são necessárias para o combate à criminalidade e diminuição dos casos de roubos e furtos. Mas, há um dado que preocupa o avanço da criminalidade no Estado do Pará;

A cidade de Altamira, no sudeste do Pará, é o município mais violento do Brasil. A conclusão é dos pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), que divulgaram nesta segunda-feira (5) o Atlas da Violência 2017. O estudo, feito em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, analisou dados coletados em 2015 para concluir que o município tem a maior taxa de homicídios e mortes violentas com causas indeterminadas dentre todas as cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes.

Com uma área de 159.533,255 quilômetros quadrados, Altamira é mais do que o maior município do Brasil: sua extensão supera o tamanho de 37 das 53 nações europeias – mas, ao contrário dos países desenvolvidos, a cidade paraense tem apenas 46% dos habitantes com ensino fundamental completo.

Além das particularidades geográficas, a cidade precisa lidar com as dificuldades da explosão populacional: incentivados por grandes projetos, como a construção da usina hidrelétrica Belo Monte, na vizinha Vitória do Xingu, Altamira viu sua população saltar de pouco mais de 77 mil habitantes no ano 2000 para os atuais 109.938 habitantes, segundo o censo realizado pelo IBGE em 2016.

Usina Hidrelétrica Belo Monte fica localizada no rio Xingu, no Pará. Segundo os pesquisadores do IPEA, este desordenado crescimento impulsionou a violência. A grande maioria das cidades consideradas mais violentas ficam nas regiões Nordeste e Norte. Algumas explicações para este aumento estão diretamente ligadas a concentração de renda. A pesquisa aponta que, caso boas oportunidades de emprego fiquem restritas a uma parcela da sociedade, a população marginalizada acaba sendo incentivada a entrar no mundo do crime.

Outra questão pontuada pelos pesquisadores é que a circulação de dinheiro na cidade também atrai coisas ruins, como o tráfico de drogas e outros mercados ilícitos, além de estimular a migração desordenada.

A Polícia Militar de Óbidos intensificou as ações nas praças Sesc Centenário (Centro da cidade) e São Francisco. Os locais foram denunciados, constantemente por confrontos de gangues e perturbação do sossego alheio.

"Esse final de semana nós fizemos muito, foi operação no Bairro São Francisco, principalmente as cercanias da Escola Frei Edmundo e praça pública, para que esses espaços fiquem mais seguros. Para isso nós pedimos e contamos com a colaboração da população. Ligar, denunciar, não colaborar com essas práticas delituosas na cidade." Disse Ten. Artur Vasconcelos, Comandante da Polícia Militar em Óbidos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.3%
22.5%
10.2%
1.8%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
33.3%
1.8%
3.8%
4.7%
2.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp