01/03/2024 às 15h46min - Atualizada em 01/03/2024 às 15h46min

STF arquiva inquérito que investigava Aécio Neves por corrupção

Tucano era suspeito de receber verba para aumentar presença de empreiteira em obras em Minas Gerais.

Da Redação
Conexão Política

Foto: Reprodução


BRASIL - Nesta quarta-feira (28), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu arquivar um inquérito que mirava o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) por suspeita de corrupção passiva ao receber propina da empreiteira OAS.

O parlamentar era investigado desde 2020, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), a partir de uma delação premiada de Léo Pinheiro, ex-presidente da companhia, que apontou supostos pagamentos feitos ao tucano entre 2010 e 2012.

O STF, porém, decidiu arquivar o caso ao acatar uma questão de ordem levantada pelo ministro Gilmar Mendes, sob a justificativa de que não há indícios mínimos que sustentem a investigação. Concordaram com Gilmar Mendes os ministros André Mendonça, Kassio Nunes Marques e Dias Toffoli, enquanto Edson Fachin se manifestou a favor do envio do inquérito para a Justiça Federal em Minas Gerais.

Em nota, os advogados de Aécio Neves comemoraram a decisão de encerramento da investigação, afirmando que “mais um inquérito contra o deputado foi arquivado, demonstrando, mais uma vez, a covardia e falsidade das acusações feitas contra o parlamentar”.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp