17/02/2024 às 18h26min - Atualizada em 17/02/2024 às 18h26min

Lewandowski justifica fuga: “As pessoas estavam mais relaxadas”

A fuga ocorreu em um feriado de carnaval

Da Redação
Pleno News

Ricardo Lewandowski Foto: Tom Costa / MJSP


BRASIL - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, detalhou em uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (15) os principais fatores que teriam facilitado a fuga dos detentos Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça da Penitenciária Federal de Mossoró (RN). Segundo ele, uma série de circunstâncias contribuíram para a fuga dos presos, que são considerados de “alta periculosidade” e ligados ao Comando Vermelho.

Entre os fatores apontados por Lewandowski estão a presença de ferramentas de obra não devidamente acondicionadas e trancadas, falhas no funcionamento de câmeras e detectores de movimento, equívocos estruturais no presídio e até mesmo o relaxamento dos agentes penitenciários devido ao feriado de carnaval.

– A fuga ocorreu numa 3ª feira de Carnaval […] As pessoas estavam mais relaxadas, como costuma ocorrer nesse momento – disse Lewandowski.

O ministro destacou que os detentos conseguiram retirar uma chapa de metal improvisada que os separava do lado externo do presídio e usaram um alicate utilizado na construção para romper as grades.

Ele também apontou falhas na concepção do projeto do complexo penitenciário, como a falta de proteção adequada nas luminárias das celas e a ausência de lajes ou grades no shaft, espaço utilizado para manutenção onde estão localizadas máquinas e fiações.

O que se sabe até o momento é que a fuga dos detentos ocorreu na madrugada de quarta-feira (14), por volta das 3h30. Eles abriram um buraco no teto por meio de uma luminária e utilizaram um alicate obtido no canteiro de obras para cortar o alambrado e escapar.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp