17/11/2023 às 09h16min - Atualizada em 17/11/2023 às 09h16min

Oposição denuncia cerceamento de liberdades no Brasil à OEA

Grupo também se reuniu com parlamentares republicanos

Da Redação
Pleno News
Parlamentares da oposição na sede da OEA, nos Estados Unidos Foto: Instagram @magnomalta

BRASIL - Senadores e deputados federais da oposição estão nos Estados Unidos para denunciar o cerceamento de liberdades no Brasil para órgãos internacionais. A comitiva esteve, nesta quinta-feira (16), na Organização dos Estados Americanos (OEA) para denunciar as prisões e os julgamentos do 8 de janeiro, a prisão de Daniel Silveira e a perseguição a jornalistas como Paulo Figueiredo, que teve seu passaporte cancelado a mando do ministro Alexandre de Moraes (STF).

Fazem parte da comitiva os senadores Magno Malta (PL-ES), Jorge Seif (PL-SC) e Eduardo Girão (Novo-CE), além dos deputados federais Nikolas Ferreira (PL-MG), Júlia Zanatta (PL-SC), Gustavo Gayer (PL-GO), Eduardo Bolsonaro (PL-SP), Delegado Ramagem (PL-DF) e Altineu Côrtes (PL-RJ).

– Acabamos de sair de uma reunião com os membros da OEA onde fizemos os relatos do que tem acontecido no nosso Brasil, como o ataque constante às nossas liberdades, como liberdade de expressão e o desrespeito ao sistema persecutório e sistema acusatório com os membros do 8 de janeiro – declarou Gayer.

– Pedimos uma posição [para a OEA] já que, infelizmente, nossos superiores tribunais não têm tomado as decisões corretas. Espero que isso aqui [a reunião] gere frutos – falou Nikolas.

O senador Magno Malta, por sua vez, esclareceu que os órgãos internacionais servem exatamente para julgar excessos em países e que eles, enquanto oposição, irão bater em todas as portas para denunciar as decisões que não considerarem corretas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp