24/10/2023 às 13h50min - Atualizada em 24/10/2023 às 13h50min

Alunos da rede pública visitam operações da MRN

Estudantes tiveram a oportunidade de conhecer o ciclo sustentável da mineração na Amazônia e as ações socioambientais da empresa

Por: Tiago Furtado
Alunos da rede pública visitam operações da MRN

ORIXIMINÁ - Como forma de apresentar à população local o seu processo sustentável de mineração de bauxita, a Mineração Rio do Norte (MRN) recebe mensalmente, visita de comunidades, familiares de empregados e estudantes da região. No último mês, estudantes da Escola Estadual Professor Maurício Hamoy, localizada no município de Óbidos, tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do empreendimento sediado no distrito de Porto Trombetas, em Oriximiná, no Oeste do Pará.
 
Os visitantes acompanharam a operação na mina e o seu importante papel para a retirada da bauxita, principal fonte de alumínio. Além disso, os alunos conheceram de perto o sistema de monitoramento de barragens, que funciona 7 dias por semana, 24 horas por dia e conta com mais de 1.000 equipamentos de inspeção e monitoramento.  


 
“Eu vi tudo aquilo que imaginava. O roteiro que fizeram foi incrível e surpreendeu as minhas expectativas. Conheci a área de monitoramento e foi o que mais achei interessante por causa dos sensores que detectam tudo. Valeu a pena”, comentou o aluno Raimundo Paulo Siqueira, de 17 anos.
 
Ainda durante a visita, os participantes foram apresentados ao trabalho de levantamento e catalogação dos animais e plantas da região, importante processo para o desenvolvimento sustentável da mineração na Amazônia. Em um destes locais, o Viveiro Florestal, a turma ficou encantada com as mais de 800 mil mudas já plantadas e que serão utilizadas para o reflorestamento de áreas já mineradas.


 
A estudante Ana Luiza Borges, de 15 anos, se surpreendeu com a grandiosidade do empreendimento instalado no distrito de Porto Trombetas e elogiou o trabalho feito no Viveiro Florestal. “Gostei da forma de pensar da MRN e de saber que as plantas serão replantadas. Eu gostei dos projetos que têm aqui e espero voltar para conhecer mais de perto”, afirmou.
 
O gestor da Escola, Daniel Bentes, ressaltou que a visita é uma forma de levar a comunidade para dentro do empreendimento. “Era um dos meus grandes interesses vir e conhecer in loco todo o trabalho que é importante para a região. Desde 2019 estávamos com o intuito de visitar a MRN e foi um grande prazer. Estar na floresta, com essa diversidade imensa, foi algo encantador”, declarou.


 
A líder do Programa de Visitas de Comunidades, Jaiane Queiroz, destacou que a principal dúvida dos participantes costuma ser em relação à segurança. Por isso, a iniciativa é uma forma de apresentar o trabalho feito pela MRN no monitoramento constante das barragens e dos reservatórios de rejeito. “Essas visitas são de muita importância para todas as partes envolvidas pois, a população da região tem a oportunidade de vir aqui e conhecer de perto todo o cuidado e respeito que temos em cada fase do nosso processo”, declarou.
 
Transparência e relacionamento 

Há mais de 20 anos, a MRN promove o Programa de Visitas, uma iniciativa que fortalece o relacionamento com comunidades quilombolas e ribeirinhas, além de reforçar a transparência e o compromisso da empresa com uma mineração sustentável na Amazônia. Durante as visitas, os comunitários recebem, ainda, orientações quanto ao Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM).


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp