07/10/2023 às 13h33min - Atualizada em 07/10/2023 às 13h33min

Exposição no museu do Círio apresenta as origens portuguesas da devoção mariana

Mostra está na sala multimídia do Museu do Círio, das 9h às 17h. O Museu não funcionará no domingo (8), mas funcionará nesta sexta-feira e sábado (7).

Da Redação
Ag. Pará
Foto: Divulgação

BELÉM - O Preamar do Círio segue com a mostra “O nobre, o penhasco e a Virgem de Nazaré - Iconografia e registros de um milagre” que exibe as origens portuguesas da devoção a Nossa Senhora de Nazaré. A exposição oportuniza uma forma de compreensão dos caminhos que trouxeram a devoção mariana para terras paraenses, e está na sala multimídia do Museu do Círio, de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Excepcionalmente, a mostra está aberta nesta sexta-feira (6) e no sábado (7), das 9h às 14h, e fechará no domingo (8). 

Terezinha Santos, maranhense, veio a Belém para acompanhar a procissão do Círio e visitou a exposição. “Há muitos anos atrás eu vim pela primeira vez ao Pará, para conhecer o Círio, e voltei esse ano, mas é a primeira vez que estou vindo ao museu. A exposição está linda, o museu todo, e é uma oportunidade de entender como surgiu a procissão, como acontece hoje em dia e muitas outras curiosidades que normalmente a gente não encontra com facilidade”, conta a turista. 

A exibição tem uma representação do cartaz de 1878, o mais antigo em registro nos museus do Estado, onde há uma pequena ilustração do milagre de Dom Fuas Roupinho, um guerreiro português da época da reconquista cristã, devoto de Nossa Senhora da Nazaré, conhecido como o primeiro milagre da santa. 

“Nessa mostra nós temos peças do acervo do Museu do Estado do Pará, relacionadas a essa presença portuguesa na cidade de Belém, que era muito próxima politicamente a Portugal. E também o manto mais antigo sob nossa guarda, produzido pela mestra Alexandra, religiosa que trabalhou no Colégio Gentil e que foi a primeira a ser requisitada como artesã desses mantos modernos”, explica Anselmo Paes, curador da exposição.

Anselmo Paes também ressalta outro ponto importante dos elementos culturais da mostra. “De maneira muito lúdica, há a apresentação de uma toalha de mesa com ilustrações de Nazaré, representando esse espaço da mesa paraense, que tem origens portuguesas, afros e das tradições indígenas, um símbolo da cultura alimentar do Pará, muito presente na festividade do Círio".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp