25/03/2023 às 09h04min - Atualizada em 25/03/2023 às 09h04min

Marinho pede ao STF que Lula seja incluído no inquérito das fake news | Portal Obidense

Direcionada ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, a notícia-crime foi encaminhada nesta sexta-feira, 24.

Da Redação
revistaoeste.com
Imagem da internet

BRASÍLIA - O senador Rogério Marinho (PL-RN) acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente Lula seja incluído no inquérito das fake news. Direcionada ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, a notícia-crime foi encaminhada nesta sexta-feira, 24. O inquérito 4781 apura a desinformação contra os magistrados da Corte e seus familiares.
 

A motivação do senador foi a declaração do chefe do Executivo em que ele diz que a operação da Polícia Federal contra o Primeiro Comando da Capital (PCC) foi uma “armação” do senador Sérgio Moro (União Brasil-PR) — a ação da polícia prendeu 11 integrantes da facção que planejavam matar o ex-ministro da Justiça.
 

“Questionar o trabalho desenvolvido pela PF, pelo Ministério da Justiça e pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, sem qualquer embasamento, é atentar contra as instituições republicanas”, argumentou o senador no texto. “O direito à liberdade de expressão do presidente não é absoluto.”
 

Segundo Marinho, as atitudes de Lula demonstram uma conduta “reprovável”, pois ele se utilizou do alto cargo para divulgar “informações falsas” e desacreditar as investigações conduzidas pela polícia e acompanhadas pelo Judiciário.
 

O senador ainda encaminhou a mesma representação à Advocacia Geral da União, órgão responsável pela Procuradoria Nacional de Defesa da Democracia. Sob o governo petista, a procuradoria foi criada para enfrentar a desinformação sobre políticas públicas.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp