07/03/2023 às 15h27min - Atualizada em 07/03/2023 às 15h27min

Deputado pretende acionar PGR por ‘mensalão’ da CPMI de 8 de janeiro

Sanderson disse que governo Lula teria oferecido até R$ 60 milhões a parlamentares para retirada de nomes de pedido de investigação

Da Redação
Denuncia grave

BRASIL - O deputado federal Ubiratan Sanderson (PL-RS) pretende protocolar uma representação ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para que sejam investigadas possíveis práticas de corrupção ativa e passiva por membros do governo Lula.

Sanderson vai acionar a PGR após denúncias de que o Palácio do Planalto supostamente ofereceu até R$ 60 milhões em emendas para deputados retirarem suas assinaturas dos pedidos de instalação da CPMI do 8 de janeiro.
 
“Vou levantar mais informações e dados para ir à PGR denunciar esse fato criminoso”, declarou o parlamentar a este site.

Como mostramos ontem, o parlamentar denunciou em suas redes sociais que o governo Lula ofereceu R$ 60 milhões em emendas tipo RP2 para os parlamentares que aceitarem retirar seu nome do requerimento de investigação. A CPMI hoje tem o apoio de 186 deputados federais e 33 senadores.

Além disso, relevamos ontem que o Planalto ameaçou não pagar emendas aos deputados de primeiro mandato que endossaram a investigação da Câmara e do Senado.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp