29/12/2022 às 16h58min - Atualizada em 29/12/2022 às 16h58min

Com Tebet no Planejamento e Marina no Meio Ambiente, Lula anuncia 16 novos ministros; veja as indicações | Portal Obidense

Petista acomoda MDB, União Brasil e PSD e anuncia últimos ministros; primeiro escalão do governo terá nomes como Sônia Guajajara, Ana Moser e Renan Filho

Da Redação
Jovem Pan
Jovem Pan
BRASIL - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou os últimos nomes que vão integrar o quadro de ministros do seu futuro governo. Nas últimas semanas, o petista já havia antecipado 21 escolhas, entre elas do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), para o Ministério da Fazenda; do senador eleito Flávio Dino para Justiça e Segurança Pública; ex-governador Camilo Santana na Educação; Margareth Menezes foi confirmada no Ministério da Cultura; Nísia Trindade ficou com a Saúde; Silvio Almeida, Ministério dos Direitos Humanos; e o próprio vice de Lula, Geraldo Alckmin, assumirá o Ministério da Indústria, Comércio e Serviços. Nesta quinta-feira, 29, durante coletiva de imprensa em Brasília, Lula confirmou outros 16 escolhidos, chegando a 37 ministros nomeados. Os novos anunciados são: Simone Tebet assumirá o Ministério do Planejamento; Jader Filho comandará o Ministério das Cidades; Carlos Fávaro ficará com o Ministério da Agricultura e Pecuária; Alexandre Silveira, Ministério de Minas e Energia; Paulo Teixeira, Ministério do Desenvolvimento Agrário; Waldez Góes, Ministério da Integração Nacional; Juscelino Filho, Ministério das Comunicações; Paulo Pimenta, Secretaria da Comunicação Social; Carlos Lupi, Ministério da Previdência Social; Marina Silva, Ministério do Meio Ambiente; Daniela Souza Carneiro, Ministério do Turismo; Renan Filho, Ministério dos Transportes; Sônia Guajajara, Ministério dos Povos Originários; Ana Moser, Ministério do Esporte; André de Paula, Ministério da Pesca e Aquicultura; e General Gonçalves Dias, Gabinete de Segurança Institucional (CGI). Durante a coletiva, Lula também anunciou os nomes dos líderes do futuro governo no Congresso Nacional. São eles: Jaques Wagner, líder no Senado Federal; José Nobre Guimarães, líder na Câmara dos Deputados; e Randolfe Rodrigues, líder do Congresso Nacional.


Durante o anúncio, Lula também falou sobre algumas escolhas. Antes de oficializar as indicações de Simone TebetMarina SilvaAna MoserSônia Guajajara e Daniela Souza Carneiro, o petista destacou que esse é o governo com o maior número de ministras da história do Brasil e exaltou a presença de Guajajara entre os indicados. “Nunca teve tantas mulheres ministras, nunca antes tivemos uma indígena ministra dos povos indígenas”, afirmou Lula. Em outro momento, Lula também falou que um indígena deverá ser escolhido para presidir a Fundação Nacional do Índio (Funai), e que o nome será definido a partir de segunda. Ao anunciar Waldez Góes como ministro da Integração Nacional, o petista destacou que o atual governador do Amapá não terá apenas o papel de ministro e que terá que atuar na articulação com o União Brasil, que anunciou que não fará parte da base de apoio do governo. “Estou otimista que vamos começar trabalhando”, disse Lula, que também ressaltou a intenção de ter uma reunião com todos os ministros e um encontro com os governadores já na semana que vem.


 

Veja quem serão os 37 ministros do futuro governo:

  • Casa Civil: Rui Costa
  • Gabinete de Segurança Institucional (CGI): General Gonçalves Dias
  • Secretaria da Comunicação Social: Paulo Pimenta
  • Secretaria-geral da Presidência da República: Márcio Macedo
  • Advocacia-geral da União (AGU): Jorge Messias
  • Controladoria-geral da União (CGU): Vinicius Marques de Carvalho
  • Ministério da Agricultura e Pecuária: Carlos Fávaro
  • Ministério das Cidades: Jader Filho
  • Ministério da Ciência e Tecnologia: Luciana Santos
  • Ministério das Comunicações: Juscelino Filho
  • Ministério da Cultura: Margareth Menezes
  • Ministério da Defesa: José Múcio Monteiro
  • Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar: Paulo Teixeira
  • Ministério do Desenvolvimento Social, Assistência, Família e Combate à Fome: Wellington Dias
  • Ministério dos Direitos Humanos: Silvio Almeida
  • Ministério da Educação: Camilo Santana
  • Ministério do Esporte: Ana Moser
  • Ministério da Fazenda: Fernando Haddad
  • Ministério da Gestão e Inovação: Esther Dweck
  • Ministério da Igualdade Racial: Anielle Franco
  • Ministério da Indústria, Comércio e Serviços: Geraldo Alckmin
  • Ministério da Integração Nacional: Waldez Goés
  • Ministério da Justiça e Segurança Pública: Flávio Dino
  • Ministério do Meio Ambiente: Marina Silva
  • Ministério de Minas e Energia: Alexandre Silveira
  • Ministério da Mulher: Aparecida Gonçalves
  • Ministério da Pesca e Aquicultura: André de Paula
  • Ministério do Planejamento e Orçamento: Simone Tebet
  • Ministério dos Portos e Aeroportos: Márcio França
  • Ministério dos Povos Originários: Sônia Guajajara
  • Ministério da Previdência Social: Carlos Lupi
  • Ministério das Relações Exteriores: Mauro Vieira
  • Ministério das Relações Institucionais: Alexandre Padilha
  • Ministério da Saúde: Nísia Trindade
  • Ministério do Trabalho: Luiz Marinho
  • Ministério dos Transportes: Renan Filho
  • Ministério do Turismo: Daniela Souza Carneiro
 
 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp