31/05/2022 às 08h49min - Atualizada em 31/05/2022 às 08h49min

Policlínica Metropolitana alerta para cuidados com a saúde digestiva do paraense | Portal Obidense

Unidade tem a capacidade de realizar, por mês, até 700 atendimentos na especialidade de gastro

Redação
Agência Pará
Agência Pará
PARÁ - Com uma culinária rica em alimentos salgados, gordurosos e com um consumo deliberado de carboidratos, a deliciosa alimentação do paraense deve controlada para que os excessos não tragam consequências à saúde digestiva. No Dia Mundial de Alerta às Doenças do Aparelho Digestivo, a Policlínica Metropolitana do Pará, localizada em Belém, alerta para a manutenção de uma vida saudável, com uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos para evitar doenças nesses órgãos.

No estado, uma das principais patologias digestivas é a dispepsia, chamada de má digestão ou gastrite. A doença caracteriza-se como um conjunto de sintomas que se manifesta na parte superior do abdômen. “Uma das doenças digestivas mais predominantes é a dispepsia, principalmente por conta da alimentação rica em carboidratos, gorduras e alimentos salgados e pela alta prevalência de H.pylori na população paraense”, explicou o gastroenterologista da Poli Metropolitana, Allan Rodrigues. 
 
O especialista alerta que essa alimentação pode provocar impactos na saúde digestiva. “São alimentos que provocam irritação da mucosa gástrica e intestinal e que podem causar ou exacerbar sintomas digestivos”, ratificou o médico. Normalmente, a doença causa sensação de dor ou queimação na região epigástrica e dificuldade de digestão, gerando a sensação de saciedade precoce ou empachamento, quando o alimento parece ficar no estômago por mais tempo. Nestes casos, é muito comum que a pessoa tenha náuseas, eructação e distensão do abdômen superior.

Além da dispepsia, o gastroenterologista também acrescenta as doenças funcionais e a DRGE, conhecida como refluxo gastroesofágico, como as principais patologias que atacam a saúde digestiva. E para tratá-las ele alerta: “a alimentação saudável somada às medidas comportamentais, medicações antiácidas, protetores gástricos e medicações neuromoduladoras”, disse Allan Rodrigues.

O especialista também acrescenta “ter uma alimentação saudável, realizar exercícios físicos regularmente, ter uma rotina organizada com horários para as refeições e uma boa noite de sono e evitar consumo excessivo de bebida alcoólica e tabagismo”, avaliou Allan.

Data

No dia 29 e maio, a data foi instituída pela Organização Mundial de Gastroenterologia para mobilizar e orientar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce de doenças do aparelho digestivo. Segundo a Organização, 20% da população global sofrem algum tipo de problema intestinal e 90% das pessoas não procuram orientação médica, recorrem à automedicação ou não fazem nada para resolver o problema. Em 2022, o tema da campanha trabalha o câncer colorretal, escolhido pela entidade por ser segunda principal causa de morte relacionada ao câncer no mundo.

Serviço

Na Poli Metropolitana no Pará, o perfil do atendimento no serviço de gastro é para de doenças do trato digestivo de baixa/média complexidade. Por mês, a unidade tem a capacidade de disponibilizar até 700 consultas. O médico Allan Rodrigues ressalta que a instituição oferece na especialidade exames como endoscopia digestiva alta, colonoscopia, radiografia, tomografia de abdome, ressonância de abdome e exames laboratoriais.

As patologias predominantes que aparecem nos consultórios da Poli, Allan Rodrigues lista: dispepsia, DRGE, diarreia crônica, constipação intestinal, doenças funcionais, esteatose hepática, lesões hepáticas focais, hepatites virais e cirrose hepática. 
 
Atendimento

A Poli é um Centro Diagnóstico, referência do Governo do Estado em 20 especialidades médicas. A demanda de atendimento não é porta-aberta, no entanto, as consultas e exames são devidamente agendados.

“Os atendimentos nas especialidades são feitos através da Regulação Estadual, onde o paciente da capital ou do interior do estado é referenciado por uma Unidade Básica de Saúde para Poli Metropolitana”, explicou Liliam Gomes, diretora Executiva da Poli. A gestora ainda ressalta que os atendimentos podem ser feitos por meio de interconsultas com especialistas da própria unidade.

A Poli Metropolitana fica localizada na Av. Almirante Barroso, esquina com a Dr. Freitas, S/N, no bairro do Marco. “Pedimos para que os pacientes cheguem com 40 minutos de antecedência portando os documentos necessários: CPF, RG, comprovante de residência com CEP e Cartão Nacional SUS, além do encaminhamento médico”, orientou Liliam Gomes. O agendamento é através do WhatsApp, no número (91) 98521-5110 ou pelo e-mail: agendamento.polimetropolitana@issaa.org.br

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp