19/05/2022 às 08h30min - Atualizada em 19/05/2022 às 08h30min

Famílias inscritas no cadastro único do governo federal que tenham alguém que precise de uso continuado de equipamentos médicos podem ser beneficiadas com a tarifa social de energia elétrica | Portal Obidense

É o que diz projeto de lei aprovado pela comissão de assuntos econômicos e que segue para a análise da comissão de infraestrutura

Redação
Rádio Senado, Bruno Lourenço
Rádio Senado
Brasil - Famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal já têm direito à Tarifa Social de Energia Elétrica. O desconto na conta vai de 10 a 65% dependendo da faixa de consumo. O projeto de lei amplia o benefício para famílias com renda de até 4 salários mínimos e com algum integrante que necessite do uso continuado de aparelhos ou equipamentos médicos que precisem de energia elétrica. O senador Rogério Carvalho, do PT de Sergipe, afirmou que a tarifa mais barata pode fazer a diferença para muita gente.

Pacientes que em tese teriam que ficar em ambiente hospitalar e felizmente com a tecnologia com cuidados domiciliares podem estar na sua própria casa, sendo cuidados por profissionais, pela própria família e até mesmo profissionais de saúde que se dirijam ao ambiente domiciliar.

O projeto, que é do senador Romário, do PL do Rio de Janeiro, ainda será votado pelas Comissões de Infraestrutura e de Assuntos Sociais.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp