29/05/2016 às 10h30min - Atualizada em 29/05/2016 às 10h30min

Seleção obidense quebra o tabu, vence Juruti e se isola na liderança do grupo B da Copa Oeste

Em jogo que valia a liderança da chave, selecionado obidense manteve a boa fase e venceu fora de casa a atual campeã da competição.

Por: Érique Figueirêdo
Fotos: Érique Figueirêdo

JURUTI – A Seleção Obidense foi a Juruti enfrentar a dona da casa, e atual campeã da Copa Oeste. O jogo que marcou o reencontro de velhos adversários, valia muito mais que três pontos, a partida foi decisiva para determinar quem ficaria com a liderança da chave B. Os obidenses entraram no campo do Estádio Pimpão, na tarde de sábado (28), com o tabu desfavorável de nunca ter vencido o adversário nesta competição.

Juruti que vinha de um empate contra Curuá na rodada passada, apostava no retrospecto favorável e no fator casa, para vencer os obidenses e se isolar na liderança.

Fora de campo, a torcida de Juruti não chegou a lotar as arquibancadas do Pimpão, e os obidenses acompanhados da famosa charanga eram os mais empolgados na torcida.

O Jogo

Mais uma vez a seleção obidense não se encontrou em campo na primeira etapa da partida. Os erros de marcação no meio, e a ineficiência das laterais, limitaram o selecionado obidense ao seu campo de defesa, em raras oportunidades de ataque, Nicoleto, isolado na frente, tentava resolver o problema sozinho. Em um dos lances, o atacante obidense, após um jogada de contra-ataque recebeu livre na frente, e tocou por cima do gol de Bágio.

A seleção de Juruti, sentiu o peso da obrigação de vencer em casa, e também não se encontrou nos primeiros minutos da etapa inicial. O resultado disso foi um jogo chato com muitas faltas, chutões e pouca técnica.

O primeiro tempo teve acertos, em sua maior parte de Juruti. Se o meio de campo de Óbidos não se encontrava, o adversário soube explorar isso. Em um dos lances de perigo do ataque jurutiense, Marcelo lançou o atacante Raí, que no mano a mano com o goleiro Jalico, chutou no canto esquerdo e quase marcou para os donos da casa.

O selecionado obidense voltaria a sofrer com as investidas do adversário, aos 30 minutos, Bimbalzinho dominou a bola na frente da área e bateu forte cruzado, o atacante Bagana quase acertou uma forte cabeçada. No lance seguinte, Bagana recebeu de Binhote, se livrou da marcação e chutou forte por cima do gol, levando perigo a meta do goleiro Jalico.

A conversa no intervalo surtiu efeito, e Óbidos melhorou na partida. Logo aos dois minutos, o meia Max saiu para a entrada do habilidoso Neizinho, e Bery deu lugar a Pombique. As mudanças do técnico Baixo surtiram efeito e a equipe pauxiara ganhou qualidade no passe e nas armações das jogadas. 

Juruti criou menos no segundo tempo, mesmo com as seis alterações feitas pela equipe da casa. O detalhe é que a regra prevê apenas cinco substituições. Bagana voltou a levar perigo ao gol obidense aos 15 minutos, quando dominou a bola na entrada da área, e chutou forte por cima do gol.

Com o meio de campo entrosado, Óbidos criou várias oportunidades nos contra-ataques, com destaque para a doação total de seus atletas em campo. A insistência e a dedicação dos jogadores surtiu efeito aos 40 minutos do segundo tempo, o meia Salsichão recebeu a bola sozinho no meio de campo e fez um lançamento perfeito para Nicoleto, que disparou e tocou na saída do goleiro Bágio, decretando a vitória obidense, para delírio dos fanáticos torcedores que acompanhavam a partida, Óbidos 1 a 0.

Daí em diante aconteceu de tudo na partida, os donos da casa foram para cima, houve confusão na área de Óbidos, o goleiro Jalico passou mal e precisou de atendimento médico. O lance final da partida aos 51 minutos do segundo tempo, foi uma falta cobrada por Juruti que se perdeu pela linha de fundo, em seguida o juiz encerrou o jogo.

Após o apito final, alguns torcedores de Juruti invadiram o campo, e um deles agrediu o árbitro com um chute. A Guarda Municipal agiu rápido e isolou o trio de arbitragem.

Com a vitória Óbidos se isolou na liderança do grupo B com 7 pontos, e quebrou tabu de nunca ter vencido

Juruti na Copa Oeste.

Carnaval fora de campo

A vitória levou a fanática torcida obidense ao delírio, e como todo bom obidense, os torcedores fizeram um carnaval nas arquibancadas do Estádio Pimpão com direito a maisena e o hino de Óbidos em ritmo de carnaval. Jogadores e comissão técnica foram caminhando para o porto da cidade acompanhados pelos torcedores que fizeram um verdadeiro carnaval fora de época nas ruas de Juruti.

Ficha Técnica

Seleção de Juruti: Bágio, Tiningú (Madona), Jadson (Maneco), Fábio, Marcelo, Balaco (Rosaldo), Almero (Tibá), Bimbalzinho, Bagana (Hugo), Binhote, Raí (Deleon), Técnico: Ednaldo.

Seleção de Óbidos: Jalico, Eder, Paulinho, Marlisson, Duruti, Fino (Esquedinha), Duru (Salsichão), Bery (Pombique), Gunga (Geovane), Max (Neizinho), Nicoleto. Técnico: Manoel Senair (Baixo), Auxiliar Técnico: Renildo Andrade.

Quadro de arbitragem: Árbitro Central -  Clébio dos Reis (Belterra), Aux. nº 01 – Raílson Picanço (Belterra), Aux. nº 02 – Rubson Vasconcelos (Belterra).

Cartões amarelos (Juruti): Jadson, Almero

Cartões amarelos (Óbidos): Jalico, Fino, Duruti. Pombique.

Confira os resultados da 3º rodada da Copa Oeste

Mojuí dos Campos 0 x 1 Santarém 

Curuá 2  x 0 Oriximiná 
Juruti  0 x 1 Óbidos 
Prainha 1 x 1 Alenquer 
Monte Alegre 4 x 1 Almeirim

Classificação

Grupo A:
1 – Santarém – 4 pontos
2 – Belterra – 4 pontos

3 – Mojuí dos Campos – 0

Grupo B:

1 – Óbidos – 7 pontos
2 – Curuá – 5 pontos
3 – Juruti – 4 pontos

4 – Oriximiná – 0

Grupo C:

1 – Monte Alegre – 7 pontos
2 – Prainha – 5 pontos
3 - Alenquer – 2 pontos
4 – Almeirim – 1 ponto


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual BANDA ou CANTOR que vc gostaria de ver num Grande Evento Paraense em 2020 em Manaus

2.4%
22.5%
10.3%
1.5%
0%
0%
15.2%
1.8%
0.6%
34.3%
1.2%
4.0%
4.0%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp